quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Figurino


Figurino

FIGURINO
Scheilla (Espírito)

À medida que se alteia o padrão cultural, preocupa-se a pessoa humana com o próprio aspecto.
É preciso impressionar de maneira agradável.
E a moda entra em ação para solucionar-lhe o problema.
Movimentam-se alfaiates e modistas, lojas e gabinetes, agulhas e trenas para o mister da costura. Confecção simples e alta costura.
Surgem às criações para inverno e verão, outono e primavera, em linhas especiais segundo sugestões de tempo e clima.
Combinações e negócios felizes, no mundo, quase sempre se realizam conforme as credenciais do figurino e, por isso, homens e mulheres capricham no concurso de esbeltez e elegância que levam a efeito, cotidianamente, nas ruas.
Não nos esqueçamos, porém, de que somos igualmente observados no reino da verdade, através do porte espiritual que adotamos.
Nossos pensamentos são as criações de que se nos veste a personalidade autêntica e, por eles, somos conhecidos, vistos, ouvidos e analisados na Vida Superior, cabendo-nos o dever de buscar em Jesus o modelo das nossas atitudes e decisões.
Nos círculos terrestres, os requerimentos à autoridade humana, para serem considerados, reclamam primor de apresentação. E, no Mundo Espiritual, muitas vezes, depois dessa ou daquela petição aos Administradores Celestes, temos ouvido, de coração opresso:

- Filha repare o teu figurino...
(Do livro Mãos Marcadas - Psicografia de Francisco Cândido Xavier)
creditos : 

Nenhum comentário:

Postar um comentário