terça-feira, 4 de outubro de 2011

Abordagem Espírita da Depressão

ila_rendered







Tristeza



Não permitamos que a tristeza nos mergulhe na depressão.
A apatia é abismo profundo do sairemos apenas à custa de muito esforço.


Não nos entreguemos, inermes, aos problemas que nos rodeiam, ensimesmados na tristeza.


Os que se rendem ao desânimo transformam-se em pacientes psiquiátricos, vitimados por estranha anemia de ordem moral.


Quando sentirmos que a tristeza insiste em se demorar conosco, ocupemos as nossas mãos e a nossa mente no serviço do bem, deixemos a poltrona do comodismo e desintoxiquemo-nos no suor da caridade.


Se abatidos espiritualmente no reconhecimento das próprias imperfeições, sintamo-nos incentivados à luta, ao invés de admitirmos a derrota.


Reajamos contra a melancolia, sacudindo o seu jugo de nossos ombros.


Reparemos que em nossos caminhos, de fato, “as bênçãos são muito mais numerosas do que as dores”.


Observemos os exemplos de quantos se encontram lutando com limitações maiores que as nossas, sem que lhes escutemos uma reclamação sequer.


No livro dos Provérbios, cap. 17, v. 22, está escrito: “O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos”.





- Irmão José  &  Carlos A. Baccelli -

“Livro” Lições da Vida
(Extraído da Revista Cristã de Espiritismo nº 24, paginas 06-10)
Fonte: (Site IPPB)


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/a-abordagem-espirita-da-depressao/#ixzz1ZqVNP9Wp

Nenhum comentário:

Postar um comentário