segunda-feira, 3 de outubro de 2011

DESPERTA !

pic3
DESPERTA !
"Desperta tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá"
(Efésios, 5:15).

DESPERTA, HOMEM!
Desperta desse sono em que vives mergulhado!
Desperta para a vida!
Desperta e procura te encontrar, tão longe es¬tás de ti mesmo!
E dizes que vives! E dizes que amas!
Quem dorme não vive, vegeta apenas.
Em teus sonhos, queres encontrar os outros homens e assim vais te distanciando de ti mesmo.
Oh! Homem! como desperdiças o teu tempo com o teu sono, com teus sonhos!
Tu não vives, como pensas, tu não és quem te julgas, tu nem sabes quem tu és, porque não indagaste ainda:
"Quem sou?"
"De onde venho?"
"E para onde vou?"
Não! Não queres despertar para a vida, porque não te interessa a realidade, porque ela te apavora, porque és covarde.
Nada sabes, homem, e te julgas um sábio.
Teus olhos enxergam e nada vêem.
Teus pés andam, mas tu não caminhas.
Teus lábios articulam sons e tu nada dizes.
Teus ouvidos escutam, mas tu não sabes ouvir.
Tuas mãos gesticulam e se movimentam, mas tu não trabalhas!...
A vida é luz e tu vives nas trevas; é amor e tu o deturpas, tornando a maior beleza em repugnante sensualismo; é verdade e tu preferes a mentira; é justiça e tu és injusto...
Entretanto, seria tão simples, tão belo, tão divino, se quisesses despertar para te encontrares...
após os primeiros choques, as primeiras experiências, as primeiras gotas de fel, verias que valeu a pena, porque só é homem, realmente, aquele que vive a vida verdadeira, aquele que é, enfim, responsável pelos seus atos, e que sabe encontrar na vida a felicidade de viver.
Que importam as glórias, se elas são efémeras?
Que importam os tesouros acumulados, se eles se dissipam?
Que importa a beleza exterior, se ela se esvai?
Tudo é maravilhoso e fabulosamente bom para quem vive no amor - o amor ação, o amor fraternidade, o amor essência!
Tudo é tão belo para o homem desperto; para aquele que se encontrou a si mesmo... e segue a vida sem preconceitos e sem vaidade, ajudando a despertar seus irmãos que ainda dormem, que ainda sonham e vivem em pesadelos.
Desperta, homem! Desperta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário