quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Servir Sempre


Se procuras a extinção 

Das dores, por onde vais, 

Mantém a disposição 

De servir um tanto mais. 

Sofres crises a granel, 

Impedimentos gerais, 

Para vencê-los, não fujas 

De servir um tanto mais. 

Pretendes viver acima

Das aflições em que cais, 

Não desertes do dever 

De servir um tanto mais. 

Carregas lutas em casa, 

Provações descomunais, 

Por tua paz, não desistas 

De servir um tanto mais, 

Encontras pedras, injúrias, 

Ofensas, erros brutais... 

Não te afastes do programa 

De servir um tanto mais. 

Tua vida necessita 

De mudanças radicais? 

Não menosprezes o ensejo 

De servir um tanto mais. 

Angústias do coração 

Em tempestades morais? 

Inventa novos recursos 

De servir um tanto mais. 

Se quisermos atingir 

As Luzes Celestiais, 

Aprendamos com Jesus 

Que servir nunca é demais.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Caridade. Ditado pelo Espírito Casimiro Cunha. Capítulo 38. IDE. 

* * * Estude Kardec * * *


  

reflexaoespirita

Nenhum comentário:

Postar um comentário