terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Perdoa, SIM?

O desconhecido passou, de carro, enlameando-te a veste, como se toda a rua lhe pertencesse. .. Compadece-te dele! Corre, desabalado, à procura de alguém que lhe socorra o filhinho nos esgares da morte.

Linda mulher, que pérolas brilhantes enfeitam, segue a teu lado, parecendo fingir que te não percebe a presença...Compadece -te! Ela tem os olhos embaciados de pranto e não chegou a ver-te.

Jovem, admiravelmente bem-posto, cruzou contigo, endereçando-te palavra de sarcasmo e de injúria... Compadece-te! Ele tem os passos no caminho do hospício e ainda não sabe.

O amigo que mais amas negou-te um favor... Compadece-te dele! Não lhe vês a dificuldade encravada no coração.

Companheiros do mundo!... Estarão contigo, notadamente no lar, onde guardam os nomes de pai e mãe, esposo e filhos, e irmãos e outros que tu tenhas certa consideração.. . Muita vez, levantam-se de manhã, chorosos e doloridos, aguardando um sorriso de entendimento, ou chegam do trabalho, fatigados e tristes, se algo te fazem ou dizem que não gostastes... Compadece-te, estão esmolando compreensão.

Todos trazem consigo aflições e problemas que desconheces.

Ergue a própria alma e auxilia sempre!... Precisam sempre de ti, em quaisquer circunstâncias. Indulgência para todos! Bondade para todos!...

E, se algum deles te fere diretamente a carne ou a alma, não use o rancor, não levantes o braço ou a voz para revidar.

Busca no silêncio a inspiração do Senhor, e o Mestre, como se estivesse descendo da cruz em que pediu perdão para os próprios verdugos, te dirá compassivo:

- Perdoa, sim! perdoa sempre, porque, em verdade, aqueles que não perdoam também não sabem o que fazem... porque é perdoando que se é perdoado também...

[Meimei]
[Chico Xavier]
[O ESPÍRITO DA VERDADE]

carinhosamente
Terezinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário