quinta-feira, 3 de maio de 2012

TOLERÂNCIA

 

"Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas"  - Mateus, cap.5 - v.41  
 
Sem dúdiva, o exercício da tolerância é indispensável à conquista da serenidade.
Mas tolerar não significa afligir-se e torturar-se interiormente, como quem impõe a
si mesmo determinada violência.
A tolerância nasce da conscientizaçã o de quem nem sempre se podem alterar, de
imediato, situações que apenas o tempo possui elementos para transformar.
As pessoas serão como são, até quando optarem pela própria mudança.
 
Há quanto tempo Deus nos espera, admitindo, inclusive, que descreiamos de sua
Divina Paternidade ?
Existem muitos espíritos de entendimento tardio com os quais precisamos aprender
a conviver, sem alimentarmos grandes expectativas em torno de sua capacidade
de corresponder- nos aos anseios.
Em oferecendo-nos pouco, muitos daqueles que conosco convivem estão praticamente
oferecendo-nos tudo o que possuem.
 
Como exigir da árvore que sequer floresceu a produção de frutos ? Ou de um pássaro
implume arrojados voos na amplidão.
Quem sofre com as decepções que os outros lhe causam, sofre voluntariamente, porque
sabe que, na Terra, ninguém está lidando com santos, mas com seres humanos tão
frágeis e limitados quanto a ele mesmo.
Jesus, de fato, recomendou-nos caminhar a segunda milha como os que mais solicitam
de nossas possibilidades de renúncia e tolerância, que, habitualmente, são aqueles que
convivem conosco na experiência comum, mas não nos disse que deveríamos carregá-los
sobre os ombros.
 
(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - Carlos A. Baccelli / Inácio Ferreira)
 
 
******
 
Não nos iludamos a nosso próprio respeito. Porque somos portadores de maior lucidez,
não significa que já estejamos de posse da Verdade absoluta. Muito ainda nos compete
caminhar e, a rigor, estamos, de maneira consciente, ensaiando agora os primeiros
passos na jornada em que não existe retrocesso.
                                                                        "Dr.Odilon Fernandes"
 
(Obra: No Interior da Terra - Carlos A. Baccelli / Paulino Garcia)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

Nenhum comentário:

Postar um comentário