segunda-feira, 9 de julho de 2012

Divulgação – Coleção “A Vida no Mundo Espiritual” – André Luiz


Novo post em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

Divulgação – Coleção “A Vida no Mundo Espiritual” – André Luiz

by ceacgallo


Nesta importante coletânea, constituída por uma série de 13 obras, o autor espiritual André Luiz, carinhosamente cognominado pelos espíritas “o repórter do além”, narra suas próprias experiências e as dos que o cercam no mundo espiritual. Ao longo da obra, as narrativas do autor vão sendo direcionadas à tarefa de esclarecimento dos encarnados sobre as realidades dessa “nova vida” e a estreita relação existente entre os dois planos da vida: material e espiritual.

• Nosso Lar (psicografia de Chico Xavier) – (1943)
1ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
André Luiz inicia este primeiro livro da série narrando a sua “descoberta” do mundo espiritual após a sua última encarnação como médico, e algumas dificuldades pelas quais passou após seu desencarne, até o momento em que foi socorrido no plano espiritual em uma colônia socorrista chamada "Nosso Lar". Em narrativa vibrante, o autor nos revela um mundo palpitante, pleno de vida e atividades, especialmente nessa colônia organizada de forma exemplar, onde Espíritos procedentes da Terra passam por estágio de recuperação e educação espiritual supervisionado por Espíritos Superiores.
“Nosso Lar” não é o Céu; é, antes, mais um hospital, uma escola, uma zona de trânsito. Não obstante, nos permite antever um dos aspectos da nova vida que nos aguarda após a morte física.
• Os Mensageiros (psicografia de Chico Xavier) – (1944)
2ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
O presente volume constitui-se em relatório compacto de uma semana de trabalho espiritual dos mensageiros do bem junto aos homens e, em especial, mostra a figura do competente instrutor Aniceto, um emissário consciente e benfeitor generoso. Revela a atividade intensa, organizada, disciplinada e produtiva dos espíritos e sua interação com os encarnados.
O autor espiritual relata as experiências de vários espíritos que reencarnaram com trabalhos programados, necessários aos seus próprios aprimoramentos. Trata ainda de temas como: culto do Evangelho no lar, os benefícios da prática do bem, invigilância e medo da morte. Evidencia a oportunidade de trabalho dos médiuns, alertando-os quanto à necessidade da prática dos ensinamentos na esfera íntima, a fim de se evitar o retorno ao mundo espiritual sem o cumprimento dos compromissos assumidos.
• Missionários da Luz (psicografia de Chico Xavier) – (1945)
3ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Neste livro, André Luiz desvenda os segredos da reencarnação, revelando a tarefa dos Espíritos missionários encarregados do processo do renascimento. O autor espiritual destaca a importância do esforço próprio na luta pelo auto-aperfeiçoamento. Discorre sobre a continuação do aprendizado na vida espiritual, o perispírito como organização viva moldando as células materiais, a reencarnação orientada pelos Espíritos Superiores e aspectos diversos das manifestações mediúnicas.
São narrados também alguns dos problemas gigantescos que desafiam os Espíritos valorosos, encarnados com a gloriosa missão de preparar uma nova era, contribuindo na restauração da fé viva e no aprimoramento da compreensão humana. Missionários da Luz ensina que a Providência Divina concede, sempre, ao homem novos campos de trabalho, através da renovação incessante da vida por meio da reencarnação.
• Obreiros da Vida Eterna (psicografia de Chico Xavier) – (1946)
4ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
André Luiz visa neste trabalho comprovar a tese de Kardec sobre a existência do mundo espiritual, que é a vida natural do Espírito após o término da sua experiência nesta vida física. Apresenta-nos as diferentes regiões para onde se dirigem os desencarnados, de conformidade com suas afinidades psíquicas e o seu grau evolutivo.
Demonstra o autor que, após abandonar o corpo físico, o Espírito encontra, também na vida de além-túmulo, sociedades e instituições, templos e lares, onde a evolução continua em um processo infinito, e os seres desencarnados, em sua nova vida, prosseguem em suas aquisições intelectuais e morais, preparando-se para um futuro retorno à jornada terrena.
Mais uma vez André Luiz esclarece que a morte não faz milagres: aqui ou no além o homem é construtor do seu destino e colherá no futuro o fruto da árvore que planta na vida atual.
• No Mundo Maior (psicografia de Chico Xavier) – (1947)
5ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Tecendo informações sobre alguns setores das esferas mais próximas ao nosso mundo material, André Luiz focaliza aspectos significativos da vida no mundo espiritual e da comunicação entre seres desencarnados e encarnados, especialmente durante o repouso do corpo físico.
O autor espiritual fornece esclarecimentos sobre as causas do desequilíbrio da vida mental e apresenta os correspondentes tratamentos espirituais. Analisa temas como aborto, epilepsia, esquizofrenia e mongolismo, destacando o socorro imediato prestado aos necessitados pelos trabalhadores invisíveis, que evitam, o quanto possível, a loucura, o suicídio e os extremos desastres morais.
• Libertação (psicografia de Chico Xavier) – (1949)
6ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Nesta obra, André Luiz nos propicia o conhecimento dos processos da ação obsessora de Espíritos revoltados e infelizes, que procuram envolver os homens em suas atitudes condenáveis. O autor espiritual informa sobre a intercessão realizada pelos Espíritos Superiores em benefício dos homens, dando provas da misericórdia divina que concede a todos abençoada oportunidade de libertação pelo estudo, pelo trabalho, e pelo perseverante serviço na prática do bem.
Em emocionante narrativa, André Luiz destaca o trabalho de Espíritos elevados no esforço de conversão ao bem de Gregório, Espírito de coração endurecido, desviado dos caminhos da evolução, que possuía largos poderes junto às forças trevosas e chefiava uma falange de centenas de Espíritos cristalizados no mal. O relato culmina com o inesquecível reencontro de Gregório com sua mãe, Espírito de escol, rendendo-se aquele ao apelo irresistível do amor materno.
 Entre a Terra e o Céu (psicografia de Chico Xavier) – (1954)
7ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
É um documentário em estilo romanceado, que nos oferece notícias sobre o relacionamento existente nas atividades do Espírito nos dois planos da vida, o material e o espiritual.
Renovando seu interesse em nosso aprimoramento íntimo, André Luiz revela a comovente história de Amaro, Zulmira, Odila e outros personagens, recuando nos acontecimentos de suas anteriores existências, desde a Guerra do Paraguai até os dias da antiga Rio de Janeiro.
Em seu prefácio, Emmanuel nos assegura que “os quadros fundamentais da narrativa nos são intimamente familiares”, como as provações do lar, as aflições do coração, a tormenta do ciúme, as lutas cotidianas para aquisição do progresso moral. E nos alerta sobre a necessidade de valorização dos recursos que o mundo nos oferece para a reestruturação do nosso destino.
• Nos Domínios da Mediunidade (psicografia de Chico Xavier) – (1954)
8ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Neste livro, André Luiz analisa os vários aspectos do intercâmbio dos Espíritos com os encarnados pela via da mediunidade, enaltecendo o esforço dos médiuns fiéis ao mandato espiritual recebido antes da reencarnação e adverte sobre os riscos do intercâmbio malconduzido entre os dois mundos.
Dentre os temas abordados, destacam-se a psicofonia, o sonambulismo, a possessão, a clarividência, a clariaudiência, o desdobramento, a fascinação, a psicometria e a mediunidade de efeitos físicos. Trata-se de um estudo técnico de grande relevância, que revela como agem os Espíritos nos intrincados processos da comunicação mediúnica. Retransmite conceituações de elevados mentores da espiritualidade, contidas em exposições de temática filosófica, científica e evangélica, indispensáveis aos que se dedicam ao estudo do assunto.
• Ação e Reação (psicografia de Chico Xavier) – (1957)
9ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Nela, André Luiz mostra-nos que as nossas possibilidades na atual existência estão vinculadas às nossas ações no passado, do mesmo modo que as nossas ações no hoje condicionarão as nossas possibilidades no amanhã.
O autor espiritual descreve as regiões inferiores da esfera espiritual, reportando o sofrimento a que se condena a consciência culpada, após a morte do corpo físico, e mostra novos caminhos a serem trilhados em busca da felicidade. Para isso, apresenta estudos de casos reais, oferecendo orientações sobre o débito aliviado, a lei de causa e efeito, os preparativos para a reencarnação, os resgates coletivos e o valor da oração.
• Evolução em Dois Mundos (psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira) – (1958)
10ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
André Luiz destina esta obra aos estudiosos, aqueles que desejam se aprofundar no conhecimento da ciência do Espírito; para isso, procura o autor aliar os conceitos rígidos da ciência aos preceitos evangélicos, revividos no Espiritismo.
Adentrando a Física e a Biologia, discorre sobre temas como fluido cósmico, o corpo espiritual e sua evolução, a alma, mecanismos da mediunidade, aspectos morfológicos, sociais e morais dos desencarnados, entre outros. É uma rica fonte de conhecimentos para os que buscam ampliar a sua capacidade intelectual com o auxílio dos cientistas e pesquisadores do plano espiritual.
Em resumo, este trabalho nos oferece, segundo as palavras de André Luiz, “um pequeno conjunto de definições sintéticas sobre nossa própria alma imortal, à face do Universo”.
• Mecanismos da Mediunidade (psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira) – (1959)
11ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Tomando por referência as ciências físicas do mundo material, André Luiz realiza elucidativo estudo dos intrincados mecanismos da mediunidade. Oferece aos médiuns e estudiosos do tema os recursos para a compreensão de complexas questões da Física e da Fisiologia, que inteligentemente vão sendo relacionadas com os inúmeros aspectos da mediunidade. Ressalta a importância da mediunidade com Jesus, esclarecendo que, além dos conhecimentos necessários, surgem os impositivos da disciplina e da responsabilidade como fatores de aprimoramento das criaturas que se devotam ao intercâmbio com o mundo espiritual, dentro dos princípios do Evangelho à luz da Doutrina Espírita.
Por fim, demonstra o autor que a mediunidade foi a viga mestra de todas as construções do Cristianismo, traduzida pelas aparições dos santos, as profecias, as curas do Mestre e dos apóstolos e as visões de João no Apocalipse. Através dos dons mediúnicos, Jesus, após a morte do seu corpo físico, manifestou-se diante dos apóstolos para comprovar a imortalidade do Espírito.
• Sexo e Destino (psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira) – (1963)
12ª de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
Valendo-se de uma história real, o autor espiritual oferece neste livro respostas às nossas indagações sobre o intricado problema do relacionamento sexual humano, com as implicações na vida do Espírito imortal e nas condições de suas experiências futuras. Liberdade e compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnação, amor e consciência, constituem os temas deste livro.
André Luiz apresenta o sexo como instrumento sagrado de criação e o lar como refúgio santificante, deixando clara a ideia de que ninguém consegue lesar alguém nos seus dotes afetivos sem que posteriormente passe por dolorosas reparações.
As narrativas apresentam um duplo aspecto: por um lado, culpados incorrendo em consequências trágicas e, por outro, o amparo para os vencidos que aceitam a luz da retificação. Há, ainda, uma narrativa edificante, na qual os delinquentes de ontem, redimidos de hoje, recebem a benção de tornarem-se colaboradores na redenção daqueles que outrora foram suas vítimas.
• E a Vida Continua... (psicografia de Chico Xavier) – (1968)
13ª e última de 13 obras que compõem a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.
André Luiz nos oferece aqui um retrato da vida espiritual após a desencarnação, mostrando que a situação do habitante do plano espiritual está relacionada com sua condição mental.
Em estilo romanceado, o autor apresenta a história de personagens reais, com nomes trocados para evitar constrangimentos. Relata como eles se conduziram na espiritualidade com o auxílio de amigos espirituais, lançando-se ao estudo e ao trabalho, preparando-se para estarem aptos à revisão do passado e das tramas que os comprometeram, possibilitando traçar diretrizes novas que lhes permitirão renovadas experiências no infinito processo de evolução.
André Luiz ensina, ainda, a prática do autoexame, na certeza de que a vida continua após a morte, sempre ajustada às eternas leis do Criador, plena de esperança, trabalho e progresso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário