quinta-feira, 13 de setembro de 2012

RELAÇÃO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC



 
1857
 
Esta obra é o resultado  do ensino coletivo dos Espíritos, contém os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade. Expõe, através de respostas dadas por espíritos superiores, a síntese de uma nova filosofia espiritualista. Em sua primeira edição, estava dividida em 3 partes, contendo 501 perguntas. Em sua segunda edição, de 1860, já aparecia dividida em 4 partes, contendo as atuais 1019 questões.
 
* * *
1858 à 1869
Jornal de Estudos Psicológicos 
 
Publicação mensal composta de artigos e comunicações obtidas, principalmente, na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. Veja a definição deste periódico nas palavras do próprio Kardec: "O relato das manifestações materiais ou inteligentes dos Espíritos, aparições, evocações, etc, bem como todas as notícias relativas ao Espiritismo. - O ensino dos Espíritos sobre as coisas do mundo visível e do invisível; sobre as ciências, a moral, a imortalidade da alma, a natureza do homem e o seu futuro. - A história do Espiritismo na antiguidade; suas relações com o magnetismo e com o sonambulismo; a explicação das lendas e das crenças populares, da mitologia de todos os povos, etc..." .
 
* * *
1858 
 
Obra contendo diretrizes básicas para a prática da mediunidade, substituído em janeiro de 1861 pelo  O Livro dos Médiuns.
 
* * *
1859
 
Esta obra contém sumária exposição dos princípios da Doutrina Espírita, um apanhado geral desta, permitindo ao leitor apreender o conjunto dentro de um quadro restrito. Em poucas palavras percebe-se o objetivo e pode julgar do seu alcance. Neste livro encontram-se, além disso, respostas às principais questões ou objeções que os novatos se sentem naturalmente propensos a fazer. É uma introdução ao conhecimento do Espiritismo que facilita um estudo mais aprofundado.
 
* * *
1861
 
Esta obra contém o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Destina-se a guiar os que queiram entregar-se à prática das manifestações, dando-lhes conhecimento dos meios próprios para se comunicarem com os Espíritos. E um guia, tanto para os médiuns, como para os evocadores. É a continuação e o complemento de O Livro dos Espíritos. Trata da mediunidade, em seus aspectos teórico e experimental. Considerado o livro científico da doutrina espírita.
 
* * *
1862
 
Obra destinada  a popularizar os elementos da Doutrina Espírita. Pequeno livro para iniciantes no estudo doutrinário.
 
* * *
1862
 
É o registro da viagem que o codificador do espiritismo fez em 1862. Esta obra mostra a situação do Espiritismo cinco anos após o lançamento de O Livro dos Espíritos. Contém instruções para a formação de grupos e sociedades espíritas, inclusive, um modelo de Estatuto elaborado pelo próprio codificador. Há, também, diversos discursos feitos por Kardec ao iniciante movimento espírita da França, quando ele percorreu suas principais cidades.
 
* * *
1862
 
Opúsculo que Kardec dirigiu ao movimento espírita de Lyon, sua cidade natal.  
* * *
 
1864
 
Esta obra é para o uso de todos; cada qual pode dela tirar os meios de conformar sua conduta à moral do Cristo. Os espíritas nela encontrarão, além disso, as aplicações que lhes concernem mais especialmente. Graças às comunicações estabelecidas, de agora em diante, de maneira permanente, entre os homens e o mundo invisível, a lei evangélica, ensinada a todas as nações pelos próprios espíritos, não será mais letra morta, porque cada qual a compreenderá, e será incessantemente solicitado a pô-la em prática, pelos conselhos de seus guias espirituais. As instruções dos Espíritos são verdadeiramente as vozes do céu que vêm esclarecer os homens e convidá-los á prática do Evangelho. Em sua primeira edição, chamava-se "Imitação do Evangelho Segundo o Espiritismo", adquirindo o nome definitivo a partir da segunda edição de 1865.
 
* * *
 
1864
 
* * *
 
COLEÇÃO DE COMPOSIÇÕES INÉDITAS
1865
 
Pequeno livro que contém trechos de "O Evangelho Segundo o Espiritismo".
 
* * *
 
1865
ou A Justiça Divina Segundo o Espiritismo
"As penas e gozos segundo o Espiritismo". 
É um detalhamento da quarta parte de "O Livro dos Espíritos". Traz o aprofundamento de alguns conceitos cristãos, segundo a ótica espírita: A vida após a morte, o Céu, o Inferno, o Purgatório e a Justiça Divina.
 
* * *
1865
 
Obra feita a partir do cap. XXVIII de "O Evangelho Segundo o Espiritismo".
 
* * *
1867
 
Coletânea de poesias recebidas pelo médium Vavasseur, em que Kardec coloca seus comentários e interpretações.  
 
* * *
 
1868 
Obra que contém trechos extraídos da Revista Espírita.
Encontra-se inserido, também, no capítulo I, do livro A Gênese
 
* * *
 
1868
os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo
 
Esta obra é um passo a mais adiante nas conseqüências e aplicações do Espiritismo. Portanto, como indica seu título, tem por objeto o estudo de três pontos diversamente interpretados e comentados até nossos dias: A gênese, os milagres e as predições, na relação com as leis novas que decorrem da observação dos fenômenos espíritas. Obra de caráter científico e filosófico, é dividida em 2 partes:
  • A primeira, detalha a criação tanto material quanto orgânica e espiritual;
  • a segunda parte trata de Jesus, dos milagres e das predições.
* * *
 
1869
 
Último livro escrito e publicado por Allan Kardec. Esta obra surgiu em março de 1869 e foi lançado no mesmo mês em que o Mestre Lionês partiu para a pátria espiritual.
 
Neste catálogo em relação as Obras Contra o Espiritismo Kardec escreveu esta nota:

Proibir um livro é dar mostras de que o tememos. O Espiritismo,longe de temer a divulgação dos escritos publicados
contra ele e interditar sua leitura aos adeptos, chama a atenção destes e do público para tais obras, a fim de que possam julgar por comparação. As referências à Revista Espírita indicam as obras que foram refutadas.

Veja as recomendações de Kardec para criar uma Biblioteca Espírita. Vale a pena!
 
* * *
 
1890
 
Publicada após o desencarne do mestre lionês, esta obra traz uma coletânea de textos inéditos que tratam de diversos assuntos como música, prece, história do Espiritismo e outros.
 
* * *
 
 
 
Com esta mensagem eletrônica
seguem muitas vibrações de paz e amor
para você
http://br.groups.yahoo.com/group/aeradoespirito/
---------
Portal A ERA DO ESPÍRITOhttp://www.aeradoespirito.net/

Planeta ELIO'S (Temas Espíritas)http://emollo.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário