terça-feira, 2 de outubro de 2012

DE ONDE VÊM AS CANÇÕES?


 
De onde vêm as canções? Da imaginação criadora do artista? Da inspiração superior?
 
De onde vêm esses hinos que se tornam universais?
 
É interessante ouvir histórias a respeito de algumas composições e nos darmos conta de como os Espíritos atuam sobre nós.
 
Bem tinham razão ao responderem ao Codificador da Doutrina Espírita que, habitualmente, são eles que nos dirigem (1).
 
A canção título do álbum de mesmo nome, Bridge over troubled water, ou seja, Ponte sobre águas revoltas, escrita por Paul Simon, se tornou um dos maiores sucessos da dupla Simon e Garfunkel, no ano 1970.
 
Num documentário apresentado como Making of do álbum, o compositor assim se expressou:
 
Eu não tenho ideia de como surgiu a canção. Veio de repente. Foi um dos momentos mais chocantes da minha carreira de letrista.
 
Lembro-me de pensar: isso é consideravelmente melhor do que eu costumo escrever.
 
Ele confessa que escreveu a canção com o intuito de proporcionar conforto a uma pessoa em dificuldade.
 
Mas ele mesmo achou que as letras iniciais eram muito simples: Quando você estiver exausto, sentindo-se insignificante; quando as lágrimas estiverem em seus olhos, Eu enxugarei todas elas.
 
Mais tarde, ele percebeu que era essa simplicidade que ajudou a dar à música um apelo universal.
 
Para todos os que temos sensibilidade, bem podemos entender que ele fala a respeito do Pai de amor e bondade.
 
A ponte que se estende sobre as águas turbulentas das nossas dificuldades, dos nossos problemas, a Providência Divina que nos alcança.
 
Assim como dizem os versos:
 
Quando você estiver exausto, sentindo-se insignificante; quando as lágrimas estiverem em seus olhos, Eu enxugarei todas elas.
 
Eu estou ao seu lado, quando os tempos ficarem difíceis e os amigos não mais puderem ser encontrados. Como uma ponte sobre águas revoltas, Eu me estenderei.
 
Quando você estiver na pior, quando você estiver na rua, quando a noite descer pesadamente, Eu o confortarei.
 
Eu o ajudarei quando a escuridão vier e a dor estiver por perto. Como uma ponte sobre águas revoltas, Eu aliviarei as suas preocupações.
 
Navegue no Garota de Prata. Continue navegando. Sua hora chegou para brilhar.
 
Todos os seus sonhos estão a caminho.
 
Veja como eles brilham. E se você precisar de um amigo, Eu estarei logo atrás.
 
Como uma ponte sobre águas revoltas, Eu aliviarei as suas preocupações.
 
* * *
 
A canção se reporta à Providência Divina, ao cuidado de Deus para com cada um de nós.
 
Ninguém que se encontre ao abandono. Ninguém que esteja esquecido. O amor de Deus vela sobre todos.
 
E nos recorda que nascemos para brilhar, para concretizar nossos melhores sonhos, para alçarmos voos de liberdade, para conquistarmos o infinito.
 
Sem peias, sem limites.
 
Pensemos nisso e em como Deus é infinitamente sábio e estabelece que o bem, as coisas positivas, as verdades sejam ditas por muitas bocas e de muitas formas.
 
Pelas crianças na sua inocência, pelos pintores com sua arte, pelos sábios com suas descobertas, pelos cantores com sua música.
 
Pensemos a respeito.
 
Redação do Momento Espírita.
 
Em 27.09.2012. 
 
(1) Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, livro segundo, questão 459.

* * *
 
 
MÚSICA (MIDI): Bridge Over Troubled Wate - Richard Claydermanr
 
 
 
 
 Com esta mensagem eletrônica
seguem muitas vibrações de paz e amor
para você

---------
Portal A ERA DO ESPÍRITOhttp://www.aeradoespirito.net/

Planeta ELIO'S (Temas Espíritas)
http://emollo.blogspot.com.br/

Planeta ELIO'S (Poemas)
http://planetaelios.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário