domingo, 23 de dezembro de 2012

A importância da autoprivação para a evolução espiritual





Blog Nascer Várias Vezes - http://www.nascerva riasvezes. com/

Sua tataravó acordava, matava o porco, tirava a banha para fazer sabão.
Ia até a beira do rio para lavar a roupa com o sabão que fabricou. Ao 
final do dia ela estava menos estressada do que sua tataraneta que 
coloca a máquina de lavar para funcionar. O que está acontecendo? Porque 
chegou-se a esta situação? Toda propaganda de máquina de lavar fala em 
ter uma vida mais fácil. Mas, o dia-a-dia ficou mais estressante.

Sua tataravó tinha uma vida com muitas privações. Se ela tivesse muita 
roupa para lavar, não teria banha para cozinhar. Era uma vida muito mais 
restrita do que a sua hoje. Ela poucas vezes tinha que administrar o 
excesso. As pessoas eram mais pobres, com menos acesso a bens de 
consumo. Homens adultos tinham duas calças, algumas camisas e cuecas. 
Eram pouquíssimas roupas, poucos acessórios – mesmo quando eram feitas 
por eles mesmos.

A vida era regida pelas épocas do ano. Tempo de manga, tempo de goiaba, 
etc. Por não adiantar desejar 
<http://caminhonobre .com.br/2011/ 10/06/desejos- criando-sofrimen tos/>, 
todos se conformavam em comer a fruta da estação. Era mais simples: 
comia o que tinha. Comia o que plantava e criava. Como o desenvolvimento 
tecnológico era pequeno, a fome era comum e as doenças combatidas com 
poucos recursos. Era muito raro ir ao médico. Uma apendicite, por 
exemplo, era morte quase certa.

A privação ensinava o valor das coisas 
<http://www.tvphipno se.com.br/ perdas_obrigam. html>. Como tinham pouco, 
as pessoas valorizavam. Matar um porco e ter o que comer era um evento 
importantíssimo. Qualquer doença que atacasse a criação podia ser a 
sentença de fome para a família. A escassez constante tornava os 
momentos de abundância altamente especiais e valorizados. Momentos de 
festa e alegria.

As pessoas daquele tempo aprenderam muito, mas não aprenderam a viver em 
abundância. Elas morreram e algumas já renasceram. Renasceram com um 
desafio típico da época atual: vocês terão em abundância, terão que 
aprender a se privarem voluntariamente para não sofrerem.

As missões de vida são pessoais e/ou grupais. O grupo de espíritos que 
estão encarnados neste momento deve aprender o AUTOCONTROLE. Devem 
aprender a ter em abundância e usufruir dentro do necessário para evitar 
que o desequilíbrio gere sofrimento.

Exemplo: alimentar bem e equilibradamente significa se privar. A 
privação acontece porque estamos acostumados a desejar mais alimentos do 
que necessitamos. As consequências para a saúde, bem estar e estética 
são grandes.

A autoprivação, o sofrimento direcionado para o que é necessário, é 
fundamental para gerar força espiritual. Esta força espiritual é 
fundamental para sustentar o espírito nas grandes provações da vida. E o 
sofrimento direcionado é importante para gerar a percepção dos *reais 
valores* das coisas e das situações da vida. O treino é realizado no 
dia-a-dia. As situações cotidianas devem ser aproveitadas para treinar o
autocontrole e a autoprivação.

Quem desenvolver as habilidades necessárias 
<http://www.nascerva riasvezes. com/2012/ 11/evolucao- espiritual. html> terá 
maiores facilidades de conquistar os desafios. Ou seja*, quem não se 
autoprivar nas situações e momentos corretos estará gerando privações e 
sofrimento muito maiores.*

Nossa sociedade está lotada de pessoas que sofrem por não se privarem no 
que é fundamental. Vou dar o exemplo da alimentação, porque é mais 
fácil: um homem passa o dia com dores nas costas, irritado e nervoso por 
causa do excesso de peso. Um dia terá que aprender a ter autocontrole, 
neste dia parará de sofrer. Atualmente sofre e não aprende o que deve 
aprender. É o pior dos sofrimentos: o sofrimento inútil por não gerar 
aprendizado.

*Uma vida equilibrada exige autocontrole. O treino do autocontrole é a 
autoprivação.* Todos nós, espíritos encarnados, estamos na vida terrena 
para desenvolver esta habilidade em meio à abundância.

Autor: Regis Mesquita
http://www.nascerva riasvezes. com/2012/ 12/importancia- autoprivacao. html

Nenhum comentário:

Postar um comentário