segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O poder do pensamento

Ciência Espírita – O poder do pensamento

by ceacgallo
Halito Mental
HÁLITO MENTAL
A ciência nos revela que o nosso cérebro é o centro que comanda todos os estímulos orgânicos, assim, quando piscamos os olhos estamos respondendo a um estímulo inconsciente do nosso cérebro, quando por exemplo falamos respondemos a um estímulo consciente do nosso cérebro. O que a ciência ainda não consegue definir com exatidão é porque respondemos de forma diferente a um mesmo estímulo, o porque de uma pessoa se emocionar ao ler uma determinada mensagem ou ouvir a uma música, enquanto a outra se mostra indiferente.
 A Doutrina Espírita como ciência nos revela que estamos vivendo em diferentes estágios espirituais evolutivos, que todas as nossas aptidões adquiridas se tornam patrimônio intransferível do nosso espírito, e elas estão todas registradas em nosso períspirito (envoltório semi-material do espírito funcionando como intermediário entre ele e o nosso corpo físico), nele encontramos a essência de todos os nossos órgãos, ou seja, o corpo físico nada mais é que uma réplica do nosso “corpo perispiritual” que serve de molde para o mesmo; podemos concluir portanto que quem responde ao estímulo é o nosso espírito, é dele que parte a vontade que faz vibrar uma certa parte de nosso cérebro perispiritual que reflete igualmente na mesma área de nosso cérebro físico, e essa resposta corresponderá ao estágio espiritual em que nos encontramos.
Albert Einstein em seus estudos nos afirma que estamos mergulhados em um universo de energias que se propagam de uma determinada fonte através de ondas até o infinito, (ondas de frio, calor, ondas sonoras, de luz etc...), este campo de energia envolve a fonte (matéria) que é seu ponto de partida. Assim acontece com o nosso pensamento, emitimos de nosso cérebro (fonte) ondas de energias que se propagam de acordo com o teor do que pensamos formando o que André Luiz (espírito) denominou de“hálito mental”, que cada um de nós possuímos conforme o que estamos vibrando; é como por exemplo as ondas do rádio, que se propagam em alta frequência (FM), que são os nossos pensamentos elevados (bons pensamentos), ou em baixa frequência (AM), que são os nossos pensamentos de ordem inferior (maus pensamentos).
Cuidemos cada vez mais dessa nossa importante fonte, vibrando positividade e contribuindo para o aprimoramento das energias que estão a envolver o nosso mundo e ao Universo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário