domingo, 24 de fevereiro de 2013

Meu Reino Não é Deste Mundo





Tornou, pois a entrar Pilatos no Pretório e chamou Jesus e disse-lhe:
- Tu és rei dos Judeus?
Respondeu-lhe Jesus:
- Tu dizes de ti mesmo, ou foram outros que te disseram de min?
Disse Pilatos:
- Porventura sou eu Judeu? A tua nação e os pontífices são os que te entregaram nas minhas mãos; que fizeste tu?
Respondeu Jesus: - O meu reino não é deste mundo; se meu reino fosse deste mundo, certo que os meus ministros haviam de pelejar para que eu não fosse entregue aos Judeus, mas agora não é daqui o meu Reino.
Disse-lhe então Pilatos:
- Logo tu és Rei?
Respondeu Jesus:
- Tu o dizes que eu sou Rei; sou rei; não nasci e não vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade. Aquele que pertence a verdade escuta a minha voz. (S. JOÃO, cap. XVIII, vv. 33, 36 e 37.)

A vida futura

Por essas palavras, Jesus claramente se refere à vida futura, que ele apresenta, em todas as circunstâncias, como a meta a que a Humanidade irá ter e como devendo constituir objeto das maiores preocupações do homem na Terra. Todas as suas máximas se reportam a esse grande principio. Com efeito, sem a vida futura, nenhuma razão de ser teria a maior parte dos seus preceitos morais, donde vem que os que não crêem na vida futura, imaginando que ele apenas falava na vida presente, não os compreendem, ou os consideram pueris.
Esse dogma pode, portanto, ser tido como o eixo do ensino do Cristo, pelo que foi colocado num dos primeiros lugares à frente desta obra. E que ele tem de ser o ponto de mira de todos os homens; só ele justifica as anomalias da vida terrena e se mostra de acordo com a justiça de Deus.
Apenas idéias muito imprecisas tinham os judeus acerca da vida futura. Acreditavam nos anjos, considerando-os seres privilegiados da Criação; não sabiam, porém, que os homens podem um dia tomar-se anjos e partilhar da felicidade destes. Segundo eles, a observância das leis de Deus era recompensada com os bens terrenos, com a supremacia da nação a que pertenciam, com vitórias sobre os seus inimigos. As calamidades públicas e as derrotas eram o castigo da desobediência àquelas leis. Moisés não pudera dizer mais do que isso a um povo pastor e ignorante, que precisava ser tocado, antes de tudo, pelas coisas deste mundo. Mais tarde, Jesus lhe revelou que há outro mundo, onde a justiça de Deus segue o seu curso. E esse o mundo que ele promete aos que cumprem os mandamentos de Deus e onde os bons acharão sua recompensa. Aí o seu reino; lá é que ele se encontra na sua glória e para onde voltaria quando deixasse a Terra.
Jesus, porém, conformando seu ensino com o estado dos homens de sua época, não julgou conveniente dar-lhes luz completa, percebendo que eles ficariam deslumbrados, visto que não a compreenderiam. Limitou-se a, de certo modo, apresentar a vida futura apenas como um principio, como uma lei da Natureza a cuja ação ninguém pode fugir. Todo cristão, pois, necessariamente crê na vida futura; mas, a idéia que muitos fazem dela é ainda vaga, incompleta e, por isso mesmo, falsa em diversos pontos. Para grande número de pessoas, não há, a tal respeito, mais do que uma crença, balda de certeza absoluta, donde as dúvidas e mesmo a incredulidade.
O Espiritismo veio completar, nesse ponto, como em vários outros, o ensino do Cristo, fazendo-o quando os homens já se mostram maduros bastante para apreender a verdade. Com o Espiritismo, a vida futura deixa de ser simples artigo de fé, mera hipótese; torna-se uma realidade material, que os latos demonstram, porquanto são testemunhas oculares os que a descrevem nas suas fases todas e em todas as suas peripécias, e de tal sorte que, além de impossibilitarem qualquer dúvida a esse propósito, facultam à mais vulgar inteligência a possibilidade de imaginá-la sob seu verdadeiro aspecto, como toda gente imagina um país cuja pormenorizada descrição leia. Ora, a descrição da vida futura é tão circunstanciadamente feita, são tão racionais as condições, ditosas ou infortunadas, da existência dos que lá se encontram, quais eles próprios pintam, que cada um, aqui, a seu mau grado, reconhece e declara a si mesmo que não pode ser de outra forma, porquanto, assim sendo, patente fica a verdadeira justiça de Deus.

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel


http://feedproxy.google.com/~r/MensagemEsprita/~3/RyjSqNhZ0G8/meu-reino-nao-e-deste-mundo?utm_source=feedburner&utm_medium=email

A vida é uma oportunidade


A vida é uma oportunidade

A vida é uma oportunidade, aproveita-a.
A vida é beleza, admira-a.
A vida é beatificação, saborei-a.
A vida é sonho, torna-o realidade.
A vida é um desafio, enfrenta-o.
A vida é um dever, cumpre-o.
A vida é um jogo, joga-o.
A vida é preciosa, cuida-a.
A vida é riqueza, conserva-a.
A vida é amor, goza-a.
A vida é um mistério, desvela-o.
A vida é promessa, cumpre-a.
A vida é tristeza, supera-a.
A vida é um hino, canta-o.
A vida é um combate, aceita-o.
A vida é tragédia, domina-a.
A vida é aventura, afronta-a.
A vida é felicidade, merece-a.
A vida é a VIDA, defende-a.

Autor: Madre Teresa de Cálcuta 

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel



http://feedproxy.google.com/~r/MensagemEsprita/~3/N2qe6dlTOHE/a-vida-e-uma-oportunidade?utm_source=feedburner&utm_medium=email

A FELICIDADE

Novo post em Blog do Dirceu Rabelo

A FELICIDADE

by Dirceu Rabelo


.
felicidade

.

A felicidade se encontra em um lugar onde menos procuramos, menos olhamos e pouco enxergamos.

Ela está dentro de nós, somente nós podemos enxergá-la e utilizá-la em nosso dia a dia e contaminar os que nos rodeiam.

Esperamos encontrá-la nos outros e queremos sempre que alguém nos ajude a fazer isso, mas o trabalho é só nosso.

Caso não encontre da primeira vez, não desista, pois ela poderá estar em outro lugarzinho, aquele bem escondidinho e quando descobri-la será como uma explosão de alegria e você contaminará a todos que o rodeiam.

Sorria, seja gentil, seja feliz, sempre, esse é o primeiro passo.

Prossiga com fé!

.
Mensagem recebida pelo Grupo de Estudos
da Psicografia da Fraternidade Francisco de Assis
 .Fraternidade Francisco de Assis2
Dirceu Rabelo | 12/02/2013 às 18:20 | Categorias: Doutrina EspíritaMensagem,Repassando | URL: http://wp.me/pN4N5-1iE

O Valor do Agora





Nós nos convencemos, que a vida ficará melhor, quando nós formos casados, tivermos um filho e, depois, mais um.
Então nos frustramos, porque nossos filhos não têm idade suficiente e achamos que as coisas mudarão quando eles ficarem mais velhos.
Então nos frustramos, porque eles viraram adolescentes e querem discutir conosco a respeito de tudo.
Mas achamos que tudo ficará melhor, quando eles forem uns 10 anos mais velhos.
Nós nos dizemos, que a vida melhorará, quando nós trabalharmos juntos com nossos parceiros, quando tivermos um carro bonito, quando tirarmos férias, quando descansarmos.
A verdade é que não há nenhum momento melhor para ser feliz do que agora. Se não for agora, então quando? A sua vida muda o tempo inteiro. É melhor ter paciência com tudo e se decidir a ser feliz.
Durante muito tempo nós pensávamos que a vida começaria a seguir. A vida de verdade. Pensávamos sempre, é preciso primeiro que uma outra coisa aconteça durante esse tempo: realizar alguma coisa, terminar um trabalho, esperar um momento, atingir um objetivo. E depois começaria a vida de verdade tão desejada. No final eu entendi que o « depois » já era a vida de verdade. Desse ponto de vista eu entendi que não existe um caminho para ser feliz. Ser feliz É o caminho. Curta então o « ser feliz ». Pare de esperar até terminar a escola, até voltar para a escola, perder 5 quilos, ganhar peso, começar a trabalhar, casar-se, até a sexta à noite ou sábado de manhã, esperar um carro novo, ter pago a hipoteca, até a primavera, o verão, o outono ou o inverno, até que a sua música toque no rádio, até morrer e nascer novamente...
Decida a ser feliz antes.
A felicidade é uma viagem e não um destino. N
ão há melhor momento para ser feliz do que... AGORA!
Viva e curta o momento. Tente responder essas perguntas:
1 – Diga o nome das cinco pessoas mais ricas do mundo.
2 – Diga o nome das últimas 5 Miss-Universo.
3 – Diga o nome dos últimos 10 ganhadores do Prêmio Nobel.
4 – Diga o nome dos últimos 10 ganhadores do Oscar de melhor ator.
Você não conseguiu? É bem difícil, né? Não fique triste, ninguém consegue. Os aplausos passam! As taças se enchem de poeira. Os ganhadores são logo esquecidos.
Agora responda as perguntas a seguir:
1 – Diga o nome de 3 professores que lhe deram aulas .
2 – Diga o nome de 3 amigos que te ajudaram quando você precisou.
3 – Diga o nome de uma ou duas pessoas que te deixam com a sensação de ser “especial”.
4 – Diga o nome de 5 pessoas com quem você gosta de passar o tempo. Mais fácil de responder? Foi mais simples, né?
As pessoas que significam algo para você não são “as melhores”, não são as mais ricas, não ganharam os maiores prêmios… São os amigos que se preocupam com você, com os quais você se preocupa, são aqueles que continuam ao seu lado depois que tudo passa. Reflita sobre isso por um momento.
A vida é tão curta! E você, em qual lista você está? Você não sabe?
Deixe-me te dar uma dica. Provavelmente você não está entre aqueles que “recebem a maior atenção” do mundo, você é um daqueles de quem eu me lembro e a quem eu mando essa mensagem…
Há algum tempo, nos jogos olímpicos de Seattle, 9 atletas, todos preparados física e mentalmente, estavam a postos na linha de partida para correr os 100 metros.
Foi dado o disparo e a corrida começou. Todos queriam ser o primeiro e ganhar.
Um dos atletas caiu no chão, teve um machucado leve e começou a chorar, porque a corrida tinha acabado para ele.
Os outros 8 ouviram-no chorar. Eles diminuiram a velocidade e olharam para trás. Eles pararam e voltaram…
Todos os 8 atletas… Então os 9 atletas correram ombro a ombro juntos até a linha de chegada.
Todo o público do estádio levantou-se e aplaudiu.
E parecia que os aplausos não iam mais acabar…
As pessoas que viram ou participaram disso lembram-se até hoje.
Por quê? Porque bem dentro de nós, todos sabemos que o mais importante da vida não é ganhar para si mesmo. O mais importante da vida é ajudar os outros a ganhar.
Mesmo que isso signifique ir mais devagar e interromper a corrida.
Se você repassar esse e-mail, talvez tenhamos sucesso em mudar os nossos corações, talvez também o coração de outra pessoa…

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel




http://feedproxy.google.com/~r/MensagemEsprita/~3/6Q2-_xA0aeM/1360720800?utm_source=feedburner&utm_medium=email

ADVENTO DO ESPÍRITO DA VERDADE

Novo post em Blog do Dirceu Rabelo

ADVENTO DO ESPÍRITO DA VERDADE

by Dirceu Rabelo


.
universo
.
Venho, como noutros tempos, entre os filhos perdidos de Israel, trazer a verdade e dissipar as trevas. Escutai-me. O Espiritismo, como noutros tempos a minha palavra, deve relembrar aos incrédulos que acima deles reina a verdade imutável: O Deus bom, o Deus grande, que faz germinar a planta e transporta as correntes. Revelei a doutrina divina; como ceifeiro atei em molhos o bem espalhado pela humanidade e disse: Vinde a mim, todos vós que sofreis!

Mas os homens ingratos desviaram-se do caminho reto e vasto que conduz ao reino de meu Pai e perderam-se nos ásperos carreiros da impiedade. O meu Pai não quer destruir a raça humana; quer que, ajudando-vos uns aos outros, mortos e vivos, ou seja, mortos pela carne, pois a morte não existe, vos ajudeis e que, não mais a voz dos profetas e dos apóstolos, mas a voz daqueles que já cá não estão se faça ouvir para proclamar: Orai e acreditai! Pois a morte é a ressurreição, e a vida é a prova escolhida durante a qual as vossas virtudes cultivadas devem crescer e desenvolver-se como o cedro.
Homens fracos, que vos limitais às trevas da vossa inteligência, não afasteis a chama da clemência divina colocada nas vossas mãos para vos iluminar o caminho e conduzir-nos, filhos perdidos, ao colo do vosso Pai.
Estou demasiado cheio de compaixão pelas vossas misérias, pela vossa imensa fraqueza, para não estender uma mão caridosa aos infelizes perdidos que, vendo o céu, caem no abismo do erro. Acreditai, amai, meditai nas coisas que vos são reveladas. Não mistureis o trigo com o joio, as utopias com as verdades.
Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instrui-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo; os erros que nele criaram raízes são de origem humana. E eis que, para além do túmulo onde julgáveis o vazio, vozes vos gritam: Irmãos! Nada morre; Jesus Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade! (O ESPÍRITO DA VERDADE. Paris, 1860.)
Fonte: O Evangelho Segundo o Espiritismo (Capítulo VI, item 5)
O.U.S.E. - ORDEM UNIVERSAL DOS SERES ESTELARES
Dirceu Rabelo | 12/02/2013 às 16:50 | Categorias: Doutrina EspíritaMensagem,Repassando | URL: http://wp.me/pN4N5-1iz

Felicidade





Passamos a vida em busca da felicidade. Procurando o tesouro escondido. Corremos de um lado para o outro esperando descobrir a chave da felicidade.
Esperamos que tudo que nos preocupa se resolva num passe de mágica. E achamos que a vida seria tão diferente, se pelo menos fôssemos felizes.
E, assim, uns fogem de casa para ser feliz. Outros fogem para casa em busca da felicidade. Uns se casam pensando em ser feliz. Outros se divorciam para ser feliz.
Uns desejam viver sozinhos para ser felizes. Outros desejam possuir uma grande família a fim de ser feliz.
Uns fazem viagens caríssimas buscando ser feliz. Analisam roteiros, escolhem os melhores hotéis, os pontos turísticos mais invejados para visitar. Outros trabalham além do normal buscando a felicidade. Fazem horas extras, inventam treinamentos e mais treinamentos para encher sempre mais os seus dias com compromissos profissionais.
Uns desejam ser profissionais liberais para comandar a sua própria vida e poder ser feliz. Outros desejam ser empregados para ter a certeza do salário no final do mês e, assim, poder ser feliz.
Outros, ainda, desejam trabalhar por comissão, assegurando que o seu esforço se transforme em melhor remuneração e assim ser feliz.
É uma busca infinita. Anos desperdiçados. Nunca a lua está ao alcance da mão. Nunca o fruto está maduro. Nunca o carinho recebido é suficiente.
Sombras, lágrimas. Nunca estamos satisfeitos.
Mas, há uma forma melhor de viver! A partir do momento em que decidimos ser feliz, nossa busca da felicidade chegou ao fim.
É que percebemos que a felicidade não está na riqueza material, na casa nova, no carro novo, naquela carreira, naquela pessoa.
E jamais está à venda. Quando não conseguimos achar satisfação dentro de nós mesmos, é inútil procurar em outra parte.
Sempre que dependemos de fatores externos para ter alegria, estamos fadados à decepção. A felicidade não se encontra nas coisas exteriores.
A felicidade consiste na satisfação com o que temos e com o que não temos. Poucas coisas são necessárias para fazer o homem sábio feliz, ao mesmo tempo em que nenhuma fortuna satisfaz a um inconformado.
As necessidades de cada um de nós são poucas. Enquanto nós tivermos algo a fazer, alguém para amar, alguma coisa para esperar seremos felizes.
Tenhamos certeza: a única fonte de felicidade está dentro de nós, e deve ser repartida.
Repartir nossas alegrias é como espalhar perfumes sobre os outros: sempre algumas gotas acabam caindo sobre nós mesmos.
***
Na incerteza do amanhã aproveite hoje para ser feliz.
Se chover, seja feliz com a chuva que molha os campos, varre as ruas e limpa a atmosfera.
Se fizer sol, aproveite o calor. Se houver flores em seu jardim, aproveite o perfume. Se tudo estiver seco, aproveite para colocar as mãos na terra, plantar sementes e aguardar a floração.
Se tiver amigos, aproveite para bater um papo, troque idéias e seja feliz com a felicidade deles.
Se não tiver amigos, aproveite para conquistar ao menos um.
Aproveite o dia de hoje para ser feliz.

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel



http://feedproxy.google.com/~r/MensagemEsprita/~3/VB1OhDaMrW0/1360634400?utm_source=feedburner&utm_medium=email

Oração de Proteção - Salmo 91





QUEM VIVE PROTEGIDO pelo Grande Deus, guardado pelo Deus Todo-Poderoso
pode dizer ao Senhor: Tu és a minha proteção, a minha fortaleza. Tu és o meu Deus, eu confio em Ti.
Sim, Ele te salvará das armadilhas e das doenças mortais.
Ele te protegerá debaixo das suas asas, e lá estarás em segurança. A sua fidelidade te protegerá como um escudo.
Não terás medo da escuridão, nem da violência que acontece durante o dia.
Não ficarás assustado com a doença que se espalha nas trevas nem com a destruição que acontece ao meio-dia.
Mil podem ser feridos e cair à tua esquerda, dez mil podem morrer à tua direita, mas nenhum mal te acontecerá!
Olharás tranqüilamente e verás Deus castigando os pecadores desobedientes.
Tudo isso acontecerá porque disseste: "O Senhor é a minha proteção! O Grande Deus é a minha morada segura!"
O mal não te apanhará de surpresa e o teu lar não será atingido por desgraças.
O Senhor dará instruções especiais aos seus anjos para te protegerem em qualquer lugar onde fores.
Eles te apoiarão com suas mãos, para não tropeçares nas pedras do caminho.
Enfrentarás sem medo leões e cobras venenosas; matarás os leões e pisarás as cobras, e nada te acontecerá.
Pois assim diz o Senhor sobre ti: Ele se entregou a mim de todo o coração, por isso Eu o salvarei! Ele Me conhece pessoalmente e por isso Eu o colocarei num lugar alto e seguro.
Ele Me pedirá ajuda e Eu responderei. Quando estiver em dificuldades, Eu estarei a seu lado, resolverei seus problemas e lhe darei uma posição de honra.
Darei a ele uma vida longa e feliz, e a minha salvação.

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel


http://feedproxy.google.com/~r/MensagemEsprita/~3/ZQOmzqaoEx0/1360375200?utm_source=feedburner&utm_medium=email

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Em Todos os Caminhos

Em Todos os Caminhos
Seja qual seja a experiência, convence-te de que Deus está conosco em todos os caminhos.
Isso não significa omissão de responsabilidade ou exoneração da incumbência de que o Senhor nos revestiu. Não há consciência sem compromisso, como não existe dignidade sem lei.
O peixe mora gratuitamente na água, mas deve nadar por si mesmo. A árvore, embora não pague imposto pelo solo a que se vincula, é chamada a produzir conforme a espécie.
Ninguém recebe talentos da vida para escondê-los em poeira ou ferrugem. 
Nasceste para realizar o melhor. Para isso, é possível te defrontes com embaraços naturais ao próprio burilamento, qual a criança que se esfalfa compreensivelmente nos exercícios da escola. A criança atravessa as provas do aprendizado sob a cobertura da educação que transparece do professor. Desempenhamos as nossas funções com o apoio de Deus.
Se o conhecimento exato da Onipresença Divina ainda não te acode à mente necessitada de fé, pensa no infinito das bênçãos que te envolvem, sem que despendas mínimo esforço. Não contrataste engenheiros para a garantia do Sol que te sustenta e nem assalariaste empregados para a escavação de minas de oxigênio na atmosfera, a fim de que se renove o ar que respiras.
Reflete, por um momento só, nas riquezas ilimitadas ao teu dispor nos reservatórios da natureza e compreenderás que ninguém vive só.
Confia, segue, trabalha e constrói para o bem. E guarda a certeza de que, para alcançar a felicidade, se fazes teu dever, Deus faz o resto.


"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel


http://feedproxy.google.com/~r/MensagemEsprita/~3/9PI75HOMN0M/1360461600?utm_source=feedburner&utm_medium=email

Prece pedida



Prece pedida






Alguém lhe pedirá preces.

Embora Você se conheça cercado de incontáveis limitações espirituais, embaraçando-lhe até a sua própria mobilidade no campo da virtude, evite negar-se a esse exercício caridoso, já que momentos existem, na vida de todos nós, em que teremos de socorrer-nos do amparo e das forças de nossos semelhantes, para refazer as próprias energias exauridas. (...)

A prece, no entanto, deverá ser uma prática que, a pouco e pouco, se despertará por exercício de cada coração. Assim é que sempre nos caberá acordar a autoconfiança em quem nos rogue amparo, para que a criança se levante, por si mesma, na direção do Infinito.







Muitos irmãos do caminho, ainda hoje, apesar de toda pregação do Espiritismo-cristão, não se encontraram a si mesmas e seguem súplicas pela intervenção de terceiros no socorro de suas necessidades, confessando-se incapazes de orar. Se é verdade que, por não se julgarem dignas da misericórdia Divina se fazem credores da Caridade Celeste, não menos exato é que urgem por carinho especial e, para que não se desalentem, ao lhe rogarem uma oração, oremos.

A oração solicitada ou oferecida graciosa a favor de nosso semelhante, é uma manifestação de amor que não exige fortuna e nem títulos, não estabelece condições e nem obriga a construção de alvenaria. Produz benefícios imensuráveis que, mesmo não sendo identificados pelo nosso juízo comum, existem silenciosamente na vida íntima do suplicante.

Exerçamos, pois, tão piedoso ministério.






Livro: Jesus e Kardec
Autor: Roque Jacintho
Imagem: Heer


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/prece-pedida/#ixzz2LRkrThKJ

Desejo, gozo e bem-aventurança




Desejo, gozo e bem-aventurança







O homem tem necessidades reais e imaginárias.

As primeiras são pertinentes ao processo da sua evolução.

As outras são criadas pela sua mente, em artifícios para o gozo, o prazer.

Não sabendo distingui-las ou não querendo compreendê-las, dá preferência, não raro, às secundárias, deixando de lado as essenciais.

Concede caráter de primazia àquelas que dizem respeito aos sentidos imediatos, em detrimento daqueloutras que proporcionam as emoções duradouras.

Os sentidos, quando satisfeitos, passam a anelar por novos prazeres, engedrando mecanismos para alcançar os gozos nos quais sedia os seus objetivos.

Em conseqüência, o sofrimento resulta das satisfações não fruídas, bem como da necessidade de reviver aquelas que já foram experimentadas e ora jazem no solo da saudade.

O desejo do prazer é responsável pelas mais diversas aflições humanas.

Mesmo quando a dor decorre de enfermidades físicas ou mentais, a sua causa está no desejo da saúde, fenômeno compreensível, mas nem sempre justificável.

Há uma tendência natural para o bem-estar, a satisfação dos desejos. No entanto, a existência física não pode ser reduzida à conquista de objetivos tão limitados e de tão efêmera duração.







Para satisfazer os desejos, não cries necessidades falsas, que mais complicam o quadro das tuas aspirações.

Intenta eliminá-las na sua origem, libertando-te da sua constrição.

Cada paixão removida será uma menor carga a conduzir.

O que desfrutes agora, retornará com maior exigência, amargurando-te, se não for conseguido e deixando-te mais insatisfeito, se logrado, porque desejarás reter o tempo no prazer, e como isso não é possível, transitarás sempre de um gozo no rumo de uma nova, atraente sensação.







O prazer é um artifício criado através da excitação da mente.

Quanto mais coloques esperanças na satisfação de um desejo, mais te sentirás espicaçado por ele, passando a sofrer, enquanto não o desfrutas, ou a arrepender-te depois, quando constates que, afinal, não valeu o grande investimento que lhe concedeste.

Se almejas, em realidade, a paz - pleno gozo da realização pessoal - libera a mente do desejo, e a consciência da excitação que diz respeito à necessidade falsa que foi criada.

Não raro o desejo, ao invés de reduzir as necessidades imaginárias, mais as estimula, buscando artifícios e justificações.

Deste modo, estarás sujeito a maior soma de sofrimento em razão de não poderes ficar adstrito às mesmas, já que, invevitavelmente, despertarás para a realidade e para aquelas que são fundamentais.

Faze uma avaliação daquilo a que aspiras e, ante o sofrimento que o desejo proporciona, renuncia, mesmo que o experimentes agora, às necessidades de importância secundária, fixando-te no atendimento àquelas que dizem respeito à tua imortalidade e serão eternas como bem-aventuranças na tua vida.







Joanna de Ângelis  &  Divaldo P. Franco
Obra: Momentos de Alegria


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/desejo-gozo-e-bem-aventuranca/#ixzz2LRke2Mfk

Culto da gentileza




Culto da gentileza






Evita negligenciar o necessário culto da gentileza, na esfera de ação em que foste chamado a produzir.

A energia para a execução das tarefas não dispensa a gentileza na realização das metas a desenvolver.

Gentileza é, também, expressão de cordialidade e de afeto.

Quando o homem empreende a façanha de fazer-se amar, chega-lhe à mente o valor expressivo da gentileza e da afabilidade, como sendo pórticos pelos quais se adentra na busca de entendimento e de afeição. Logo, no entanto, se apropria da intimidade dos sentimentos do próximo, ignora as comezinhas normas de comportamento fraternal, desdenhando as regras da conduta sadia junto aos corações amigos.

Não acredites que o "tempo-sem-tempo" seja responsável pelos deslizes para com a gentileza na roda dos teus amigos.

Embora seja lícito asseverar-se que não há mais tempo para as pequeninas normas da etiqueta, merece considerar que uma palavra cálida de amizade, um verbete gentil, uma expressão delicada, um gesto de meiguice, um sorriso de ternura, um aceno cordial sempre encontram guarida, mesmo naqueles que parecem impermeáveis às boas maneiras.








A aresta necessariamente lixada adquire contorno agradável e brilhante.

A pedra burilada muda de feição.

A plântula resguardada transforma-se em árvore.O gesto gentil é um passo para modificar, não poucas vezes, uma inimizade nascente, uma suspeita infundada, uma informação infeliz, uma inspiração negativa e abrir horizontes novos à melhor compreensão e a mais amplo descortino.

Não aguardes, porém, que sejam os outros gentis para contigo. Sejam os teus hábitos no culto da gentileza, uma metodologia de equilíbrio que te imponhas como disciplina de autoburilamento da vontade e do comportamento, numa preparação às Colônias Espirituais para onde transferirás mais tarde residência, onde o respeito e a cordialidade, como a gentileza e o afeto, preponderam em todos os círculos.

Como ninguém tem obrigação de te amar, antes te impuseste o dever de a todos amar, respeita nos ásperos, nos ingratos e nos frios do teu camiho criaturas e corações empedernidos, infelizes, a quem deves doar maior quota de gentileza, pois que ela é também caridade em nome de Deus para o grande mal de que padece a Humanidade, em forma de egoísmo avassalador.








Joanna de Ângelis  &   Divaldo P. Franco
Obra: Celeiro de Bênçãos


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/culto-da-gentileza/#ixzz2LRjokI5k

Momentos Mágicos



Momentos Mágicos






 Se você ficar aí onde você está, parado, sem fazer nada, não vai conseguir realizar o seu objetivo. E ainda pior: vai deixar de viver toda uma vida que existe lá fora esperando apenas que você abra a porta do seu coração e deixe este medo ou orgulho de lado.

A vida é simples, alegre, fantástica, porém, muito curta. É por isso que temos que viver muito intensamente, para não nos arrependermos mais tarde daquilo que não fomos ou não fizemos.

A vida é constituída de momentos mágicos, e assim como a mágica, ela ocorre em um determinado momento, não para sempre.

Muitas pessoas acham que podem deixar para serem felizes amanhã, que hoje é muito difícil. E sempre têm uma desculpa: ou são concursos, ou são provas, vestibulares, ou então é muito trabalho.

Mas quando você decidir viver aquilo que tanto deseja, pode ser que seja tarde demais. Dizem que nunca é tarde demais quando se tem boas ações, mas existem momentos que simplesmente não voltam.







O que adianta você gostar de alguém e não dizer isso para essa pessoa? Ao invés de pensar que essa pessoa poderá vir-lhe atrapalhar, pense no grande apoio que ela pode lhe dar ou oferecer.

Não devemos tirar conclusões precipitadas e muito menos querer adivinhar o que passa pela mente dos outros.

Se você tem medo de uma reação negativa, fica a pergunta bem simples, o que é pior: A verdade que derrama uma lágrima, mas que faz você ir em busca de seus objetivos... Ou a mentira, que simplesmente pára você e que não o deixa ir atrás do que sonha?

O que adianta você querer um trabalho com mais responsabilidade, sem fazer por merecer? Devemos acreditar que podemos conseguir, mas também agir para alcançar o nosso objetivo. Não adianta esperar uma força milagrosa, por que essa não vem sozinha.

Ela vem de dentro de nós, de dentro da nossa mente, de dentro do nosso coração.

É preciso correr riscos na vida. E com isso, todos nós deparamos, sem exceção.

Não adianta querer programar todo o nosso dia de tal maneira, porque sempre acontecerá algo inesperado.

Às vezes, o momento mágico está aí, mas só depende de você deixar que ele aconteça ou não.







Felicidade é serenidade e muitas vezes é a conquista dos nossos esforços. Você precisa ter um sonho, pois só assim é que a felicidade fará sentido.

Você pode ter sofrimentos no meio do caminho quem não tem? Mas ao final, você se levanta, com muito mais força e coragem para viver e lutar por aquilo que almeja.

Quem tem medo de enfrentar essa realidade, sofre muito mais, mas quando criar essa coragem sentirá que o tempo passou, e que talvez o que poderia ter sido feito no passado, hoje não adianta mais.

O presente é vivido hoje e se sonhamos com o futuro, devemos começar a construí-lo agora, já, não no amanhã, pois quando esse amanhã chegar, não terá nada reservado. Apenas um vazio, que muitas vezes é frio e silencioso.

Qual será o resultado ou a herança de tudo isso? Remorso, arrependimento, e a certeza de ter desperdiçado momentos mágicos que a vida deu.

Não espere acontecer para acreditar. Construa a base do seu futuro a partir de agora, e seja feliz para o resto da sua vida, sempre se orgulhando de ter feito tudo aquilo que você quis.






 
Daniel Bruno


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/momentos-magicos/#ixzz2LRjbjCtX

A Ação de Deus



ila_rendered

A Ação de Deus






Linda era uma modelo famosa. Requisitada e disputada, conseguia contratos milionários. Apesar do dinheiro, da fama e da beleza, ela não era feliz.
Sentia um imenso vazio por dentro. Sofria de pavor, ansiedade e insônia. Pensou em tomar medicamentos. Alguns amigos aprovaram, outros não.
Ela decidiu procurar outras terapias. Assinou contratos que jamais havia sonhado. Trabalhava muito, mas continuava atormentada.

Um dia, pela manhã, indo de carro para o trabalho, pelo caminho costumeiro, o trânsito parou. Um guarda estava desviando todo o trânsito para uma ruazinha estreita, porque um encanamento havia se rompido na avenida principal.
Dirigindo lentamente pela rua desconhecida, ela passou em frente a uma igreja. Um cartaz, escrito à mão, dizia: Sem Deus não há paz. Conheça Deus, conheça a paz. Todos são bem-vindos.

Ela achou estranho e seguiu em frente. No dia seguinte, fazendo o mesmo trajeto, o trânsito parou. Um incêndio em uma loja fez com que, outra vez, o trânsito fosse desviado por aquela mesma ruazinha.
De novo! - Pensou Linda. E passou outra vez pela igreja. Lá estava o cartaz, que agora lhe pareceu atraente.

De dentro do carro, espiou o interior da igreja.
No terceiro dia, ela pensou em mudar de trajeto. Mas achou que estava sendo muito boba. Afinal, qual era a probabilidade de, em três dias seguidos, acontecer o desvio do trânsito, no mesmo local?

Vai ser um teste, pensou. Se acontecer alguma coisa e o trânsito for desviado, vou ter certeza de que é um sinal.
Quando ela chegou na avenida, lá estavam os policiais outra vez. Um grande acidente, explicou um deles, desviando o trânsito, para a já conhecida ruazinha.

É demais! - Falou Linda, consigo mesma. Estacionou o carro e entrou na igreja. Lá dentro, havia apenas um padre. Ele ergueu os olhos, olhou para ela com um sorriso e perguntou:
Por que demorou tanto? - Ele havia visto o carro de Linda passar ali nos três dias. Eles conversaram muito e, como resultado, Linda passou a frequentar a pequena igreja.

Encontrou a paz e a serenidade que buscava. Exatamente como dizia o cartaz. Ela precisava de Deus na sua vida. E, sem dúvida, fora Deus que providenciara para que, de alguma forma, ela entendesse que precisava voltar-se para ele, alimentar o seu Espírito com a fé, a esperança e o amor. 





A Providência Divina sempre se faz presente em nossas vidas. Ocorre que, por vezes, não estamos com olhos e ouvidos atentos para perceber e entender.
Filhos bem-amados do Criador, não podemos esquecer de buscar o amparo desse Pai amoroso e bom, para que Ele encontremos o nosso refúgio seguro.
Muitos o procuram nas igrejas, nos templos. Outros, nos livros. Alguns tentam o coração do próximo para ver se ali descobrem Deus.
Em verdade, muitos são os caminhos, mas o encontro verdadeiro se dá portas adentro do nosso coração. 







Redação do Momento Espírita, com base na história Linda Valentine, do livro Pequenos milagres, de Yitta Halberstam e Judith Leventhal, ed. Sextante. (em 18.11.2011) 

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/a-acao-de-deus-45994/#ixzz2LRjDJuI3

Ante o Desânimo



Ante o Desânimo







Quando o desânimo interior intentar o sítio da tua casa mental, insiste na ação libertadora.

Semelhante a ópio que entorpece, ele penetra suavemente e domina com indiferença.

Muitas vozes conspiram a seu benefício, apresentando arrazoados deprimentes contra os teus esforços, esbordoando as tuas atitudes, censurando o teu comportamento.

Perverso, ele se te insinua no coração e alcança o teu raciocínio propondo-te parar, desistir da luta. Ele te recorda que já abandonaste o labor em tentativas outras e desmoraliza-te diante de ti próprio com arremetidas perturbadoras.

Quando lhe experimentas a intromissão tornas-te mais sensível à advertência, que mais te molesta; espicaça-te o melindre, que mais te aflige; faz-te mais susceptível à mágoa, e, sem que te dês conta, começas a aceitar-lhe as injustas insinuações.

O desânimo é inimigo de todas as criaturas, gerador de depressões grosseiras e males outros ainda não catalogados, que conspiram contra os seres humanos.







Desanimado ante a necessidade da vigilância que deveria manter, na condição de amigo, Pedro, irritado e medroso, negou Jesus reiteradas vezes.

Sob a ação do desânimo que lhe corroía o temperamento intempestivo, e, talvez, aguardando a reação do Mestre para a batalha externa que parecia demorar, Judas vendeu o Justo.







O desânimo responde por vários mecanismos de fuga à responsabilidade. Encontra justificativas para afastar do trabalho aqueles que lhe sofrem o ferretear contínuo. Entorpece a mente e o corpo, negando oportunidade de libertação àquele que lhe tomba sob os vapores mefíticos.

Hoje, ei-lo na feição de desistência. Amanhã é o desalento perante a vida. No futuro é o fracasso total. São esses os passos nefastos do desânimo.







Aprende a não desistir, quando encetes tarefas.

Vincula-te de coração e contribui em favor das causas nobres da Humanidade.

Participa mais ativamente do programa de libertação de consciências, tu, que crês na imortalidade, limando as tuas imperfeiões e ajudando sempre. Não te escuses, sob pretextos de que o desânimo, também disfarçado de acomodação, te propõe.

Possuis inestimáveis recursos que necessitas colocar à disposição do Mestre, que te ensina como perseverar, amar e encontrar o caminho para a tua realização pessoal, ajudando os teus irmãos da retaguarda evolutiva.

E parafraseando o Apóstolo Tiago no capítulo cinco, versículo treze da sua Epístola, dizemos-te: "
Está alguém entre vós cansado? Ore".






Joanna de Ângelis  &  Divaldo P. Franco
Obra: Momentos de Harmonia


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/ante-o-desanimo/#ixzz2LRiarcC8

tua vida



ila_rendered

A tua vida possui um alto significado.


Descobrir o sentido da existência e para que te encontras aqui,
eis a tua tarefa principal.


Muitos indivíduos, por ignorância, colocam os objetivos
que devem alcançar nas questões materiais e, ao consegui-los,
ficam entediados, sofrendo frustrações
e tão infelizes quanto aqueles que nada logram.


Se observas a questão espiritual da vida, a necessidade de
te iluminares com o pensamento divino,
toda a tua marcha se realizará segura e frutuosa.


Ninguém pode sentir-se completado, se não estiver
em constante ligação com Deus,
a Fonte geradora do Bem.


Pensa nisso e segue o rumo da vida permanente.






Joanna de Ângelis  &  Divaldo P. Franco


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/tua-vida-45986/#ixzz2LRiI73vS

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Paz em Casa





Compras na terra o pão e a vestimenta, o calçado e o remédio, menos a paz.
Darte-á o dinheiro residência e conforto, com exceção da tranqüilidade de espírito.
Eis porque nos recomenda Jesus venhamos a dizer, antes de tudo, ao entramos numa casa: "paz seja nesta casa".
A lição exprime vigoroso apelo à tolerância e ao entendimento.
No limiar do ninho doméstico, unge-te de compreensão e de paciência, a fim de que não penetres o clima dos teus, à feição de inimigo familiar.
Se alguém está fora do caminho desejável ou se te desgostam arranjos caseiros, mobiliza a bondade e a cooperação para que o mal se reduza.
Se problemas te preocupam ou apontamentos te humilham, cala os próprios aborrecimentos, limitando as inquietações.
Recebe a refeição por bênção divina.
Usa portas e janelas, sem estrondos brutais.
Não movas objetos, de arranco.
Foge à gritaria inconveniente.
Atende ao culto da gentileza.
Há quem diga que o lar é ponto do desabafo, o lugar em que a pessoa se desoprime. Reconhecemos que sim; entretanto, isso não é razão para que ele se torne em praça onde a criatura se animalize.
Pacifiquemos nossa área individual para que a área dos outros se pacifique.
Todos anelamos a paz do mundo; no entanto, é imperioso não esquecer que a paz do mundo parte de nós.

Chico Xavier - Emmanuel

"A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação." Chico Xavier - Emmanuel



http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-video/122/paz-em-casa