quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Cristão em Sofrimento




Cristão em Sofrimento






O testemunho da fé é a láurea de quem serve com honradez a qualquer ideal.

A demonstração de inteireza moral, ante a provação que testa as resistências do homem que abraça aspirações superiores, confere-lhe a coroa da vitória sobre a própria fragilidade.

O esforço estóico no desempenho da tarefa responde pela grandeza íntima de quem se entrega ao ministério, no qual se movimenta.

Mede-se, portanto, a identidade do idealista em relação ao seu ideal, mediante o esforço que desenvolve por mantê-lo e graças à firmeza na dor, preservando a sua legitimidade.

Em todos os campos de ação o homem é convidado à aferição dos valores íntimos, de modo a confirmar aquilo em que acredita.

Por mais expressivo e engrandecedor seja o ideal, este sempre provoca reações correspondentes à sua extensão e força.

Quantos abracem estes comportamentos, são compelidos a confirmar nos atos a excelência deles.

Assim, multiplicam-se os mártires e heróis em todos os ramos do conhecimento e da beleza, além daqueles que passam anônimos, igualmente espezinhados e perseguidos.

A alavanca do progresso derruba também as construções viciadas e decadentes, dando campo às reações violentas da corrupção, do vício e do primitivismo.







Os cristãos do passado, fiéis à Doutrina pura, experimentaram o opróbrio, a calúnia, a persistente angústia, o cárcere, o martírio...

A história do vero Cristianismo é a saga de toda uma comunidade sacrificada através dos tempos.

Lentamente, porém, as conquistas humanas, culturais e sociais vêm banindo os métodos bárbaros de impedimentos dos ideais nobres da Humanidade.

Apesar de ainda existirem presídios e ultrajes, processos vis para extorquir informações e atemorizar, os direitos humanos se vão incorporando e as liberdades de culto, de crença, de ação, de palavra e movimentos acenam dias felizes para o futuro.

Os cristãos gozam de cidadania e suas minorias fazem-se respeitadas e até mesmo amadas.

Como será possível a cada indivíduo, porém, demonstrar o vigor da fidelidade aos postulados de fé vivenciados?

As antigas arenas foram derrubadas e as feras estão esquecidas.

Apesar disso, outros fenômenos têm lugar, convidando os decididos lidadores ao heroísmo, à evolução.

A dor íntima, os conflitos gerados na ação abnegada, as incompreensões propositadas, o cerco da maledicência e da acusação indébita os ferem e os angustiam, ensejando recuperação, crescimento para Deus, ao mesmo tempo constituindo-se testemunho à fé.

Sob os açoites da enfermidade ou excruciado pelas dores de qualquer natureza, recorda-te da fé cristã, e alegra-te.

Este é o teu instrumento de flagício libertador, de que a Vida se utiliza para a tua felicidade futura.







Sob as chuvas de sarcasmo dos amigos de ontem, agora perseguidores cruéis, ou padecendo injúrias e acusações venenosas, vitaliza-te com a fé cristã e demonstra-a na resignação e na coragem com que suportarás todas as injunções, sofrendo as "feras" multiplicadas na "arena" ampliada do teu relacionamento social.


O testemunho à fé chega-te agora de maneira diversa daquela que assinalou os apóstolos e mártires primitivos, não menos dolorosa, porém.

Não malbarates, pois, a concessão divina do sofrimento, nem percas essa bênção que te permite ascender.

Cristão, sofrendo, é Espírito em depuração, rumando na direção do Cristo que nos aguarda, confiante.







Joanna de Ângelis  &  Divaldo P. Franco
Obra: Momentos de Esperança


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/ante-as-provas-necessarias/#ixzz2K8ILtLpa

Nenhum comentário:

Postar um comentário