quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

6183

by ceacgallo
1510381_477460392359581_944966041_n
ceacgallo | 26/01/2014 às 11:51 AM | Categorias: artigos | URL:http://wp.me/s1hFkH-6183
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.
Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://ceacs.wordpress.com/2014/01/26/6183/

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

A VIDA FORA DA TERRA . É POSSÍVEL ISSO ??

by ceacgallo

1621660_696918637027260_1514593258_n

Observando com racionalidade, e nos distanciando devida e logicamente das fantasias criadas pela literatura e pelo cinema, devemos nos questionar, e é claro, nos instruir sobre esse intrigante assunto. A Doutrina Espírita pode, com segurança, nos esclarecer sobre esse assunto :
Pluralidade dos mundos
55. São habitados todos os globos que se movem no espaço?
“Sim e o homem terreno está longe de ser, como supõe, o primeiro em inteligência, em bondade e em perfeição. Entretanto, há homens que se têm por espíritos muito fortes e que imaginam pertencer a este pequenino globo o privilégio de conter seres racionais. Orgulho e vaidade! Julgam que só para eles criou Deus o Universo.”
56. É a mesma a constituição física dos diferentes globos?
“Não; de modo algum se assemelham.”
57. Não sendo uma só para todos a constituição física dos mundos, seguir-se-á tenham organizações diferentes os seres que os habitam?
“Sem dúvida, do mesmo modo que no vosso os peixes são feitos para viver na água e os pássaros no ar.”
58. Os mundos mais afastados do Sol estarão privados de luz e calor, por motivo de esse astro se lhes mostrar apenas com a aparência de uma estrela?
“Pensais então que não há outras fontes de luz e calor além do Sol e em nenhuma conta tendes a eletricidade que, em certos mundos, desempenha um papel que desconheceis e bem mais importante do que o que lhe cabe desempenhar na Terra? Demais, não dissemos que todos os seres são feitos de igual matéria que vós outros e com órgãos de conformação idêntica à dos vossos.”
Allan Kardec: 
As condições de existência dos seres que habitam os diferentes mundos hão de ser adequadas ao meio em que lhes cumpre viver. Se jamais houvéramos visto peixes, não compreenderíamos pudesse haver seres que vivessem dentro d'água. Assim acontece com relação aos outros mundos, que sem dúvida contêm elementos que desconhecemos. 
Não vemos na Terra as longas noites polares iluminadas pela eletricidade das auroras boreais? Que há de impossível em ser a eletricidade, nalguns mundos, mais abundante do que na Terra e desempenhar neles uma função de ordem geral, cujos efeitos não podemos compreender? Bem pode suceder, portanto, que esses mundos tragam em si mesmos as fontes de calor e de luz necessárias a seus habitantes.
ENCARNAÇÃO NOS DIFERENTES MUNDOS
172. As nossas diversas existências corporais se verificam todas na Terra?
“Não; vivemo-las em diferentes mundos. As que aqui passamos não são as primeiras, nem as últimas; são, porém, das mais materiais e das mais distantes da perfeição.”
181. Os seres que habitam os diferentes mundos têm corpos semelhantes aos nossos?
“É fora de dúvida que têm corpos, porque o Espírito precisa estar revestido de matéria para atuar sobre a matéria. Esse envoltório, porém, é mais ou menos material, conforme o grau de pureza a que chegaram os Espíritos. É isso o que assinala a diferença entre os mundos que temos de percorrer, porquanto muitas moradas há na casa de nosso Pai, sendo, conseguintemente, de muitos graus essas moradas. Alguns o sabem e desse fato têm consciência na Terra; com outros, no entanto, o mesmo não se dá.”
182. É-nos possível conhecer exatamente o estado físico e moral dos diferentes mundos?
“Nós, Espíritos, só podemos responder de acordo com o grau de adiantamento em que vos achais. Quer dizer que não devemos revelar estas coisas a todos, porque nem todos estão em estado de compreendê-las e semelhante revelação os perturbaria.”
Allan Kardec: 
À medida que o Espírito se purifica, o corpo que o reveste se aproxima igualmente da natureza espírita.
-fonte: O Livro dos Espíritos, Allan Kardec-
deep-space
ceacgallo | 26/01/2014 às 11:38 AM | Categorias: artigos | URL:http://wp.me/p1hFkH-1BC
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.
Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://ceacs.wordpress.com/2014/01/26/a-vida-fora-da-terra-e-possivel-isso/

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

Casa Espiritual

by ceacgallo
images
"Vós, também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual." - Pedro. (I PEDRO, 2:5.)
Cada homem é uma casa espiritual que deve estar, por deliberação e esforço do morador, em contínua modificação para melhor.
Valendo-nos do símbolo, recordamos que existem casas ao abandono, caminhando para a ruína, e outras que se revelam sufocadas pela hera entrelaçada ou transformadas em redutos de seres traiçoeiros e venenosos da sombra; aparecem, de quando em quando, edificações relaxadas, cujos inquilinos jamais se animam a remover o lixo desprezível e observam-se as moradias fantasiosas, que ostentam fachada soberba com indisfarçável desorganização interior, tanto quanto as que se encontram penhoradas por hipotecas de grande vulto, sendo justo acrescentar que são raras as residências completamente livres, em constante renovação para melhor.
O aprendiz do Evangelho precisa, pois, refletir nas palavras de Simão Pedro, porque a lição de Jesus não deve ser tomada apenas como carícia embaladora e, sim, por material de construção e reconstrução da reforma integral da casa íntima.
Muita vez, é imprescindível que os alicerces de nosso santuário interior sejam abalados e renovados.
Cristo não é somente uma figuração filosófica ou religiosa nos altiplanos do pensamento universal. É também o restaurador da casa espiritual dos homens.
O cristão sem reforma interna dispõe apenas das plantas do serviço. O discípulo sincero, porém, é o trabalhador devotado que atinge a luz do Senhor, não em benefício de Jesus, mas, sobretudo, em favor de si mesmo.
XAVIER, Francisco Cândido. Vinha de Luz. Pelo Espírito Emmanuel. 14.ed. Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1996. Capítulo 133.
66825_gr

ceacgallo | 23/01/2014 às 11:47 AM | Categorias: artigos | URL:http://wp.me/p1hFkH-1Bx
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.
Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://ceacs.wordpress.com/2014/01/23/casa-espiritual-2/

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

Com Integridade e Consciência

by ceacgallo
c44
Solicitaste uma fé que preenchesse de tranqüilidade o vazio da alma, e o Espiritismo ofereceu a tua mente indagadora respostas justas para os afligentes problemas, ensejando-te uma fé em bases racionais.
Desejaste um campo de trabalho onde pudesses aplicar as possibilidades do amor em legítimas atitudes de abnegação desinteressada, e a Doutrina Espírita colocou ao teu dispor a gleba da humanidade sofredora.
Pediste saúde para o corpo e equilíbrio para a mente visitada por distúrbios freqüentes, e a Mensagem Espiritista cedeu ao teu espírito os tesouros do estudo e as terapias do passe e da água fluída, através dos quais conseguiste ordenar a casa mental e recompor o metabolismo orgânico.
Requereste a bênção de companheiros leais ao teu lado, entre os quais o devotamento e o esforço digno te ensejassem a reforma íntima, nos teus planos de espiritualização pessoal, e a Palavra Espírita apresentou-te amigos, na feição de irmãos, que também buscavam libertação.
Pensaste em adquirir conhecimentos que te capacitassem com os instrumentos hábeis para o triunfo espiritual, e a Codificação Kardequiana, de fácil manuseio, franqueou-te os valiosos depósitos da sabedoria universal, num curso ao alcance de todas as mentes.
Prometeste construir um império de fraternidade real se conseguisses meios de executar o programa que traçaste, e a Revelação dos Espíritos, em decifrando os painéis da Imortalidade, falou-te do tempo de que disporias pelas rotas do Infinito, se começasses a laborar desde então...
No entanto, ainda te encontras no pórtico da tarefa espírita a realizar, solicitando e meditando e meditando, mantendo atitudes de inquietação e dúvida.
Faze o balanço sensato das tuas atividades com integridade e consciência.
Dizes, agora, que a fé de que dispões não é bastante poderosa para harmonizar-te interiormente...
Afirmas que o campo de trabalho está muito inçado de incertezas e suspeitas...
Explicas que a saúde é uma concessão transitória que não se fixa...
Informas que os companheiros da seara espírita não diferem muito dos outros homens..
Apregoas que as preocupações não te favorecem com a dádiva preciosas da serenidade para o estudo...
Esclareces que a atualidade não comporta construções de amor, por campearem livremente a criminalidade e o egoísmo exagerado...
E na contabilidade dos teus feitos o débito atinge expressões alarmantes.
Creditaste somente lamentações, queixas, azedumes, revoltas, decepções, exigências...
Esperavas, não um roteiro de santificação com o esforço pessoal exaustivo para o justo resgate dos compromissos negativos do passado.
Pretendias uma lição de progresso sem esforço, uma concessão gratuita da Divindade, que te situasse acima da craveira comum dos que lutam e sofrem, choram e servem redimindo-se a si mesmos.
E por isso te supões deserdado dos celestes favores, esquecido pelo carinho dos espíritos Excelsos.
Sonhas com o céu enquanto desconsideras a Terra, acreditando-a abjeta.
Pretende evolução e te recusas à elevação.
Procuras repouso sem o pagamento da moeda do trabalho.
O rio das horas, porém, corre, levando em suas vibrações-tempo as oportunidades perdidas.
Narra uma velha história que, num eremitério humílimo, residia santo homem asceta que vivia com frugal e pobre alimentação de maçã e tragos d'água de córrego vizinho. Exaltava-se e queixava-se, porém, em suas preces, dizendo: "Sofro por Ti e indago: haverá alguém mais pobre do que eu?" Um pouco mais abaixo, no mesmo sítio, junto ao curso d'água vivia outro monge, que se alimentava exclusivamente das cascas de maçãs que boiavam no riacho modesto...
Antes de lamuriar-te olha para baixo, contempla os que estão na retaguarda.
Não exijas nada nem reclames nada.
Espanca trevas e retira a fuligem que empana as tuas lentes espirituais.
Medita serenamente no impositivo da hora, estuda com atenção e acendrado interesse o espiritismo que te honra a existência, e sai a campo, aproveitando o tempo, alimentando-te da esperança e bebendo a água lustral da fé viva, relegando ao amanhã as inânias que ainda agora te atormentam. E o que não conseguires realizar, contigo, Jesus, o Incomparável Amigo, fará oportunamente.
FRANCO, Divaldo Pereira. Dimensões da Verdade. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. LEAL.
ceacgallo | 23/01/2014 às 11:38 AM | Categorias: artigos | URL:http://wp.me/p1hFkH-1Bv
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.
Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://ceacs.wordpress.com/2014/01/23/com-integridade-e-consciencia/

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

Nós e os Centros Espíritas

by ceacgallo
1549523_610688582332105_1951724260_n
Costumamos ouvir de alguns companheiros que para ser espírita não é necessário frequentar Casas Espíritas. Que Espiritismo se faz na rua, em casa, no emprego, na vida de todos os dias, em todo lugar e a toda hora, com testemunhas ou sem elas. Contudo, há algo a contraditar.
O fato de nos tornarmos espíritas implica conhecermos os princípios, a lógica e os objetivos da Doutrina Espírita. Tal conhecimento, por sua vez, gera uma conseqüência inevitável: tornar-nos responsáveis, também, pela sua divulgação, ou seja, pelo compartilhar o conhecimento adquirido com terceiros.
Aos Centros Espíritas comparecem normalmente inúmeras pessoas interessadas em saber as implicações da mensagem da Doutrina na vida e nas pessoas.  Há um desejo generalizado de estudar e de aprender, pois, no meio espírita, inexistem sacerdotes, pastores, rabinos etc. É essa uma das características do Espiritismo, razão pela qual todos aqueles que têm condição de esclarecer devem colocar-se à disposição daqueles que não conseguem sozinhos estudar os postulados e a mensagem espírita.
Os Centros Espíritas precisam de nós. Há inúmeras tarefas à espera de quem delas queira cuidar. Há os serviços de orientação à leitura, com a utilização dos livros que os Centros Espíritas costumam colocar à disposição dos freqüentadores; há o trabalho de orientação e atendimento fraterno, com número cada vez maior de companheiros necessitados de esclarecimento e apoio; há os serviços dos passes; os labores da administração, da programação dos estudos; da contabilização; da organização dos eventos; das reuniões mediúnicas; da preparação e desenvolvimento dos médiuns; da preparação de cursos; enfim, das tarefas que precisam ser bem realizadas para que o Centro Espírita cumpra o seu papel no contexto social.
Ir ao Centro, finalmente, é um gesto de solidariedade com aqueles companheiros que conosco palmilham a mesma estrada e acalentam o mesmo ideal. 

por ARTHUR BERNARDES DE OLIVEIRA
ceacgallo | 21/01/2014 às 11:01 PM | Categorias: artigos | URL:http://wp.me/p1hFkH-1Br
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.
Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://ceacs.wordpress.com/2014/01/21/nos-e-os-centros-espiritas/

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

A LUZ QUE SE ESPALHA

by ceacgallo

Divaldo ajudou no ressurgimento do Espiritismo em mais de 30 países  após a Segunda Guerra

Mapa-final-com-Divaldo

Para melhor avaliar o que representa Divaldo Franco para o Espiritismo no mundo, basta lembrar sua atuação em trinta e dois países onde ele proferiu, pela primeira vez, conferências espíritas em público, após a Segunda Guerra Mundial de 1939-45, que ocorreu vinte anos após a Primeira Guerra .
Muitos desses lugares até tiveram no passado um movimento espírita mais ou menos organizado, com periódicos e até livros publicados, mas o Espiritismo estava neles totalmente tolhido historicamente por estas guerras, revoluções e ditaduras. Além disso, com seu jeito fraterno e carismático, ele consegue promover uma aproximação entre os espíritas de diversas cidades e países e suas viagens, às vezes, se tornam encontros internacionais, pois acorrem às palestras pessoas de diversos lugares, estimulando o intercâmbio do movimento espírita no exterior. Por isso, indiscutivelmente, muitos encontram facilidades em transitar pelo movimento espírita no exterior, pois qualquer espírita que viaje para outros países encontrará rastros das pegadas de Divaldo.
Topicamente, citamos quando ele começou a visitar e damos alguns dados de sua atuação em 32 dos países de três continentes:
Na Europa:
  1. Alemanha −  desde 17/06/1977, 15 cidades, 117 Palestras, 3 entrevistas, 1h:15 min. no ar e 0 homenagem.
  2. Dinamarca − desde 18/06/1995, 1 cidade, 3 Palestras, 0 entrevistas e 0 homensagem.
  3. Escócia − desde 04/05/1996, 2 cidades, 8 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  4. Espanha – desde 30/08/1967, 30 cidades, 168 palestras, 11 entrevistas, 4 horas no ar e 7 homenagens.
  5. Holanda − desde 10/09/1980, 5 cidades, 21 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  6. Hungria − desde 05/06/1993, 1 cidade, 4 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  7. Itália − desde 07/08/1970,  11 cidades, 49 Palestras, 2 entrevistas, 18 minutos no ar e 1 homenagem.
  8. Noruega − desde 29/06/2005, 1 cidade, 9 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  9. Polônia − desde 29/08/1967, 1 cidade, 2 Palestras, 0 entrevista e 0 homenagem.
  10. Portugal – desde 24/08/1967,  53 cidades, 431 palestras, 54 entrevistas, 24 horas no ar e 13 homenagens.
  11. Rep. Eslava − desde 03/06/1993, 1 cidade, 18 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  12. República Tcheca − desde 02/06/1990, 2 cidades, 29 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  13. Suécia – desde 03/06/1993,  5 cidades, 36 Palestras, 3 entrevistas, 2 horas no ar e 0 homenagem.
  14. Suíça  − desde  06/06/1977, esteve em 7 cidades, 132 palestras, 3 entrevistas, 1hora e 15 minutos no ar e 0 homenagem.
Na África:
  1. África do Sul − desde 10/08/1971, 16 cidades,  108 Palestras,  2 entrevistas, 25 minutos no ar e 1 homenagem.
  2. Angola – desde 21/08/1971, 7 cidades,  24 Palestras,  7 entrevistas, 1hora e 30 minutos no ar e 2 homenagens.
  3. Bophutatswana − desde 07/10/1990, 1 cidade,  1 Palestra,  0 entrevistas e 0 homenagem.
  4. Moçambique − desde 13/08/1971, 3 cidades,  17 Palestras,  1 entrevista, 20 minutos no ar e 0 homenagem.
Nas Américas:
  1. Canadá – desde 12/08/1986, 5 cidades, 42 Palestras, 2 entrevistas, 1 hora no ar e 1homenagem.
  2. Colômbia − desde 11/12/1966, 16 cidades, 363 Palestras, 28 entrevistas, 13 horas no ar e 5 homenagens.
  3. El Salvador − desde 18/10/1963, 1 cidade, 3 Palestras, 0 entrevistas e 0 homenagem.
  4. Equador − desde 04/10/1968, 2 cidades, 9 Palestras, 2 entrevistas, 1 hora ar e 0 homenagem
  5. Estados Unidos − desde 03/11/1963, 56 cidades, 431 Palestras, 43 entrevistas, 33 horas no ar e 3 homenagens.
  6. Guatemala − desde 20/10/1968, 6 cidades, 38 Palestras, 13 entrevistas, 8 horas no ar e 5 homenagens.
  7. Nicarágua − desde 15/10/1968, 1 cidade, 1 Palestra, 0 entrevista e 0 homensagem.
  8. Panamá − desde 14/10/1968, 1 cidade, 8 Palestras, 0 entrevistas e 2 homenagens.
  9. Paraguai − desde 21/07/1968, 2 cidades,  19 Palestras, 7 entrevistas, 3 horas no ar e 0  homenagem.
  10. Peru − desde 01/10/1968, 2 cidades, 14 Palestras, 6 entrevistas, 1 hora e 30 minutos no ar e 0 homenagem.
  11. República Dominicana − desde 13/08/1996, 3 cidades, 16 Palestras, 7 entrevistas, 2 horas e 30 minutos no ar e 1 homenagem.
  12. Uruguai − desde 03/10/1964, 3 cidades, 47 Palestras, 24 entrevistas, 12 horas no ar e 6 homenagens.
  13. Chile - desde 26/03/1979, 3 cidades, 6 palestras, 0 entrevista e 0 homenagem. 
  14. Bolívia − desde 03/05/1995, 4 cidades, 49 Palestras, 13 entrevistas, 5 horas no ar e 0 homenagem.
Assim, fica o importante registro da contribuição do médium Divaldo para ajudar a fazer renascer o Espiritismo nestes 32 países (*), para uma melhor dimensão da grandeza de sua tarefa. Tal curriculum é, sem dúvida, extraordinário e, por isso, é uma alegria a oportunidade de ouvi-lo e acompanhar-lhe as pegadas...
(*) Não estão considerados aqui os países situados na Ásia e na Oceania, que são focalizados pelo autor em outro artigo. 
Fonte : Consolador
por : WASHINGTON L. N. FERNANDES
ceacgallo | 21/01/2014 às 10:56 PM | Categorias: artigos | URL:http://wp.me/p1hFkH-1Bm
Comentário   Ver todos os comentários
Cancele a assinatura para não receber mais posts de Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense.
Altere as configurações do seu e-mail em Gerenciar Assinaturas.
Problemas para clicar? Copie e cole esta URL no seu navegador:
http://ceacs.wordpress.com/2014/01/21/a-luz-que-se-espalha/

Nova publicação em Centro Espírita Amor e Caridade Santarritense

O Livro dos Espíritos – Por Joanna de Angelis

by ceacgallo

Nenhum comentário:

Postar um comentário