quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Dia de Luz





Dia de Luz






O despertador toca e você acorda. Abre os olhos e torna a contemplar as mesmas cenas do ontem.

Pela sua mente ágil, as dores sofridas passam em cenário cinematográfico.

Você sente o corpo dolorido e cansado. Na boca, o gosto da amargura, que como fel, lhe fere o paladar.

Novo dia... Contudo, embora a noite de sono, não serão novas as lutas.

Os problemas financeiros não se solucionaram no intervalo de algumas horas. A enfermidade que se abateu em seu lar não partiu. Ao contrário, você a sente mais presente do que nunca, nos gemidos que já lhe chegam aos ouvidos.

Há que erguer-se do leito e retornar às lutas. A mesma luta.

Você sente desânimo e pensa: Por que Deus não me tirou a vida, enquanto dormia? Sinto-me exausto. Não desejo mais sofrer, nem lutar.

No entanto, os minutos correm céleres e é preciso retomar as atividades.







Entre a tristeza e o desalento, você se ergue e abre a janela.

Neste instante, o sol lhe bate em cheio na face e ilumina o seu quarto.

Faz-se luz e a luz espanca as trevas.

É novo dia - informa-lhe o sol.

Há alegrias no ar - cantam os pássaros.

A brisa da manhã o envolve e a natureza toda o convida a reformular suas disposições íntimas.

Pare um instante. Encha os seus pulmões com o ar renovado da manhã. Respire profundamente. Contemple o azul do céu e dirija ao Criador a sua prece.

Prece de gratidão por mais um dia no corpo. Em vez de rogar a Deus que lhe tire a vida, rogue-Lhe forças para o combate.







É dia novo. Você não pode imaginar o que a Divindade lhe reservou para hoje.

Pense em quantas pessoas almejariam estar em seu lugar, agora.

Enfermidade, dor, desemprego são problemas a serem administrados e equacionados, ao longo da existência.

Recorde que a Divindade lhe providenciou um dia de luz para você treinar, outra vez, disciplina, paciência, perdão.

Não perca a oportunidade. Não jogue fora as chances de crescimento e resgate.

E hoje, enquanto você sofre, luta e espera, alegre-se com os sons da vida, com o sorriso das crianças, com o colorido da Natureza que o Pai Criador dispôs especialmente para você.

Sorria. As lutas poderão ser semelhantes, mas não idênticas.

Porque dia como este nunca houve e não haverá outra vez.

Deus não se repete. Detenha-se a descobrir detalhes e observe a riqueza que o circunda.

Amigos, colegas, brincadeiras, abraços.

Nada será igual ao que já foi.

Desfrute deste dia integralmente, porque dia igual a este só se vive uma vez.

Cada dia é bênção nova. Cada minuto é oportunidade espontânea de crescimento.

Pense nisso!






Redação do Momento Espírita, com pensamento colhido no verbete Dia,
do livro Repositório de sabedoria, v.1, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de
 Divaldo P.Franco, ed. Leal. Disponível no CD Momento Espírita, v. 2, ed. Fep.


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/dia-de-luz-50810/#ixzz3Ay3RInFz

A Vida: Duas Vidas




A Vida: Duas Vidas





A vida são duas vidas.
A sua vida interior é a responsável
pelos reflexos no seu comportamento exterior.
O que você anele e cultive na mente se tornará impulso
e necessidade que se manifestarão em busca intérmina.





Assim, tente abandonar o ego,
porém sem pressão nem amargura, e sim mediante
a reflexão em torno daquilo que lhe é realmente importante,
pois que de imediato se apresentará na face exterior da sua vida
como a harmonia desejada.




O equilíbrio do seu pensamento,
fazendo-o tagarelar menos e meditar mais,
facultar-lhe-á um bom trânsito entre a vida interior e a exterior.
Quando você conseguir vencer no íntimo as paixões dissolventes,
externamente você irradiará bem-estar,
porque todo aquele que conhece a verdade corrige os excessos,
e não se preocupa com os resultados imediatos.




Aquele que apenas exibe a verdade, inquieto quão infeliz,
fomenta e vive a balbúrdia,
incapaz de beneficiar-se com a realidade.
A vida interior saudável vincula o homem
ao mundo transcendente; enquanto a exterior,
com as suas sensações, liga-o ao mundo físico.




Viva interiormente na luz, e o exterior
se manifestará em tranquilidade, sem qualquer tormento.

 



Divaldo Pereira Franco / Eros (espírito)


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/meditacao-diaria/a-vida-duas-vidas/?PHPSESSID=72fd295b28da8bd58d103333a62a08e9#ixzz3Ay394Tcu